Como sempre, ou como nunca?

Como sempre, ou como nunca?

As crises econômica, política e moral que atingiram o país de forma avassaladora vão modificar a estrutura eleitoral do ano que vem ou tudo vai se manter no ritmo tradicional das disputas? A motivação do eleitor será decisiva