Agradecimento

Agradecimento

Aos novos dirigentes da SUFIC e da Secult-Goiás desejo sucesso, para o bem da classe artística e cultural

‘Reflexão e ressignificação’ é o lema do projeto ‘Goiás +300’, que promove série de dez colóquios virtuais e publicará livros sobre história de Goiás

‘Reflexão e ressignificação’ é o lema do projeto ‘Goiás +300’, que promove série de dez colóquios virtuais e publicará livros sobre história de Goiás

Os idealizadores do projeto entendem que “a reflexão levará à ressignificação, em que os goianos se apropriem dos valores herdados de seus ancestrais indígenas, afro, mameluco-paulista e portugueses, além de outros povos que se juntaram àqueles para a formação do grande território multicultural que se chama Goiás”

Tristes infâncias

Tristes infâncias

Leninha acordava às três da madrugada e cozinhava arroz-de-tropeiro e feijão-pagão com toucinho para a peonada. “Ai, se chegar o barrado do sol e não tiver boia nas marmita! Tu entra no relho!”. A pequena estremecia ao pensamento do Padrasto de botas, castigando seu corpo frágil: o pavor das lanhadas de esporas, que há meses laceravam sua carne adolescente

A farinha nossa de cada dia, dai-nos hoje!

A farinha nossa de cada dia, dai-nos hoje!

Cantada, dentre tantos, por Djavan e Juraildes Da Cruz; exposta fartamente por Guimarães Rosa – e descrita em minúcias por Câmara Cascudo e Bariani Ortencio –, a farinha está presente na identidade culinária nacional, do escaldado das parturientes e lactantes, à farofa e ao feijão-tropeiro com picanha nos bons restaurantes