Helio Brasil e os delírios da maturidade

Helio Brasil e os delírios da maturidade

Do breve poema “Tinturas”: “Os bandidos tingem-se de sangue/ Os artistas, de todas as cores/ Os políticos, de castanho fecal…”