A Copa das Mudanças (de opinião)

“Fui pra rua, protestei, li cartazes de pessoas tão indignadas quanto eu, gritei o mesmo coro dos que ali estavam. Então a Copa chegou, e eu (brasileiríssimo) vesti a camisa. Sim, a camisa oficial da Seleção Brasileira custando mais de trezentos reais”

Eu tento mas a desesperança não morre

Eu tento mas a desesperança não morre

A nova legislação dizia bem assim: que cada família se virasse e tomasse tento dos seus doentes mentais, ao invés de atirá-los à clausura, ao abandono, ao esquecimento de um hospício cujos corredores tinham um cheiro de fezes mesclado ao eucalipto dos desinfetantes”