Relembre as tragédias que chocaram Goiás em 2017

Acidente no Parque Mutirama e adolescente que atirou em escola e matou dois colegas estão entre os fatos que marcaram o estado nesse ano

Em Goiás, o ano de 2017 foi marcado por tragédias que chocaram a população e ganharam repercussão nacional. Fatos chocantes, na maioria das vezes envolvendo adolescentes, colocaram o estado nos holofotes da mídia.

Na série de retrospectivas, o Jornal Opção reuniu as tragédias mais marcantes que aconteceram em Goiânia e no interior do Estado em 2017, confira:

Denúncia de estupro por aluna da UFG

Em maio, uma aluna Universidade Federal de Goiás (UFG), regional de Jataí, afirmou ter sido estrupada por um professor da universidade. Eles estavam hospedados em um apartamento em Goiânia para participarem de um congresso na capital. A aluna ainda acusou a UFG de omissão depois de tentar, por várias vezes, fazer a denúncia.

Aluna diz ter sido estuprada por professor e acusa UFG de omissão

Acidente na UFG

No dia 24 de junho, Lucas Silva Mariano, estudante do curso de medicina veterinária da Universidade Federal de Goiás (UFG), morreu ao cair em um misturador de ração da universidade.

Estudante morre após cair em misturador de ração na UFG

Mãe queima criança viva

No dia 30 de junho uma mãe confessou ter matado o próprio filho ao jogar a criança viva em uma fogueira. A mãe disse que viu o rosto do pai biológico no menino, que tinha apenas dois anos, e que ficou transtornada. Adriana Coutrim Moreira foi presa e indiciada por homicídio duplamente qualificado.

Mãe que matou próprio filho de 2 anos em fogueira diz que ficou “cega de raiva”

Acidente no Mutirama

Em 26 de julho uma tragédia no Parque Mutirama deixou 13 pessoas feridas.  A atração chamada “Twister” sofreu uma pane, jogando as pessoas ao chão. Iraci Francisca da Conceição, de 56 anos, foi a vítima que ficou em estado mais grave. Ela passou por uma série de cirurgias e por procedimento de enxerto de pele na perna esquerda.

Brinquedo quebra e deixa vários feridos no Mutirama

Adolescente mata colega a facadas

No dia 24 de agosto um adolescente de 13 anos matou a facadas uma colega de escola que também era sua vizinha. Tamires de Paula foi morta na escada de incêndio do prédio onde moravam. O adolescente foi apreendido em flagrante e teve a internação provisória decretada pela justiça.

Adolescente que matou vizinha de 14 anos ficará internado por no máximo três anos

Mulher decapitada

Em outubro, uma mulher foi decapitada e sua cabeça encontrada dentro de um balde. O caso aconteceu em Santo Antônio de Descoberto, no Entorno do Distrito Federal.

Mulher é decapitada e cabeça é encontrada dentro de balde em Goiás

Atirador no Colégio Goyases

No dia 20 de outubro um adolescente de 14 anos atirou contra colegas dentro do Colégio Goyases, em Goiânia. A tragédia deixou dois mortos, João Pedro Calembo e João Vitor Gomes, de 13 anos, e três feridos.  Isadora Santos que também foi atingida pelos disparos ficou paraplégica. O atirador teve a internação definitiva decretada pela Justiça.

Adolescente abre fogo dentro da sala de aula e mata dois colegas em Goiânia

Atirador de Alexânia

Em novembro outra tragédia dentro de um colégio matou a jovem Rafaela Novinske, de 16 anos. Misael Pereira, de 19 anos, entrou na sala de aula onde a menina estudava e atirou 11 vezes contra ela. Misael foi preso em flagrante, confessou o crime e disse que tinha ódio de Rafaela.

Assassino disparou 11 vezes e tinha ódio de adolescente morta em escola de Goiás

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.