Veja fotos da manifestação que reuniu mais de 60 mil pessoas em Goiânia

Manifestantes pediam o impeachment da presidente Dilma Rousseff, o fim da corrupção e prisão dos envolvidos no Petrolão

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Fernando Leite / Jornal Opção

O Brasil parou neste domingo (15/3). Mais de 50 cidades viram manifestantes tomarem as ruas contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT), expressando toda a indignação com os recentes escândalos de corrupção — em especial na Petrobrás.

Em Goiás não foi diferente. Na capital goiana, mais de 60 mil pessoas se reuniram na Praça Tamandaré e caminharam pela Av. 85 gritando palavras de ordem, cantando o Hino Nacional e pedindo o impeachment de Dilma.

Nem a chuva que caiu durante a tarde conseguiu dispersar os participantes. O percurso, que terminou com a prisão simbólica de Dilma e do ex-presidente Lula em frente à sede da Polícia Federal, foi pacífico e nenhuma ocorrência foi registrada.

Em cartazes, goianos pediam o fim da corrupção, o impeachment e até a intervenção militar. Veja nas fotos os principais momentos da manifestação deste domingo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Alves

Dentre outros, nessas manifestações, temos
dois tipos de manifestantes destintos: o inocente útil e o que tira proveito do
inocente útil. Para os políticos, que se servem do inocente útil para conseguir
seus objetivos, o futuro próximo reserva um futuro próspero; para o cidadão
brasileiro, que trabalha e paga impostos, restará o desemprego, a carestia,
educação e saúde de má qualidade, enquanto os futuros governantes vão se
banquetear com os frutos obtidos pela próxima quadrilha que pretendem montar.

Epaminondas

Nossa, que mentes diabólicas que levam 60 mil goanienses a servirem de idiotas úteis!

Mas a diabolice não acaba aí: Segundo o raciocínio acima, estas mentes perversas consegue mobilizar pós-eleição (ao invés de ganharem a eleição), ascendem ao poder e uma vez ali, conseguirão manipular os eleitores para não ir para as ruas contra eles!