Veja fotos da manifestação que reuniu mais de 60 mil pessoas em Goiânia

Manifestantes pediam o impeachment da presidente Dilma Rousseff, o fim da corrupção e prisão dos envolvidos no Petrolão

Fotos: Fernando Leite / Jornal Opção

O Brasil parou neste domingo (15/3). Mais de 50 cidades viram manifestantes tomarem as ruas contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT), expressando toda a indignação com os recentes escândalos de corrupção — em especial na Petrobrás.

Em Goiás não foi diferente. Na capital goiana, mais de 60 mil pessoas se reuniram na Praça Tamandaré e caminharam pela Av. 85 gritando palavras de ordem, cantando o Hino Nacional e pedindo o impeachment de Dilma.

Nem a chuva que caiu durante a tarde conseguiu dispersar os participantes. O percurso, que terminou com a prisão simbólica de Dilma e do ex-presidente Lula em frente à sede da Polícia Federal, foi pacífico e nenhuma ocorrência foi registrada.

Em cartazes, goianos pediam o fim da corrupção, o impeachment e até a intervenção militar. Veja nas fotos os principais momentos da manifestação deste domingo.

2 respostas para “Veja fotos da manifestação que reuniu mais de 60 mil pessoas em Goiânia”

  1. Avatar Antonio Alves disse:

    Dentre outros, nessas manifestações, temos
    dois tipos de manifestantes destintos: o inocente útil e o que tira proveito do
    inocente útil. Para os políticos, que se servem do inocente útil para conseguir
    seus objetivos, o futuro próximo reserva um futuro próspero; para o cidadão
    brasileiro, que trabalha e paga impostos, restará o desemprego, a carestia,
    educação e saúde de má qualidade, enquanto os futuros governantes vão se
    banquetear com os frutos obtidos pela próxima quadrilha que pretendem montar.

    • Avatar Epaminondas disse:

      Nossa, que mentes diabólicas que levam 60 mil goanienses a servirem de idiotas úteis!

      Mas a diabolice não acaba aí: Segundo o raciocínio acima, estas mentes perversas consegue mobilizar pós-eleição (ao invés de ganharem a eleição), ascendem ao poder e uma vez ali, conseguirão manipular os eleitores para não ir para as ruas contra eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.