Thor Batista é absolvido por morte de ciclista

Acidente aconteceu em março de 2012. Defesa recorreu após réu ter sido condenado em 1ª instância

Thor Batista, filho do empresário Eike Batista, foi absolvido pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) na tarde desta quinta-feira (19/2) pelo atropelamento que levou o ajudante de caminhoneiro Wanderson Pereira dos Santos à morte. O acidente aconteceu na Rodovia Washington Luiz, conhecida como Rio-Petrópolis, no dia 17 de março de 2012.

Thor chegou a ser condenado pelo crime em junho de 2013. A punição seria pagar R$ 1 milhão a entidades assistenciais, prestar serviços comunitários por dois anos e não dirigir durante esse período. Os advogados recorreram e conseguiram que a sentença fosse revertida. No novo julgamento, dois dos três juízes da 5ª Câmara Criminal do TJ-RJ votaram pela absolvição.

Um primeiro laudo pericial apontou que o carro que Thor dirigia estava a 135 km/h no momento do atropelamento, portanto, acima da velocidade permitida. Porém, um segundo exame foi realizado e concluiu que a velocidade era menor do que a do primeiro laudo. Foi com base nesse resultado, e alegando falta de provas suficientes, que o TJ-RJ decidiu pela absolvição do filho de Eike Batista. Ainda cabe recurso.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.