Servidores do Estado homenageiam governador por estruturação de carreira

Gestores governamentais destacaram medidas implantadas por Marconi na valorização do funcionalismo

Marconi é homenageado | Foto: Fernando Leite

Ao ser homenageado na tarde desta quarta-feira (24/1) pelos gestores governamentais da administração estadual, em agradecimento pelas conquistas da categoria, o governador Marconi Perillo fez uma avaliação global dos avanços vividos nos últimos anos.

“Em todos os aspectos, Goiás anda para frente”, afirmou, em referência não só aos avanços na carreira dos servidores públicos como também à gestão fiscal eficiente e ao quadro econômico de Goiás.

Marconi foi exaltado por ter criado, em 2001, a carreira dos gestores governamentais, que passaram a contar com sindicato próprio, o Sindicato dos Gestores (Sindgestor). Com a instituição da carreira, foi possível melhorar e equiparar salários, além de promover profissionalização e, recentemente, melhorar o método de promoção salarial.

“Com tanto esmero e idealismo criamos a carreira de gestor, com o objetivo de profissionalizar ainda mais a estrutura do Estado. Eu me sinto com o dever cumprido porque sei o quanto vocês são importantes para o Estado”, disse.

O tucano disse que às vezes o governo é criticado pela oposição por promover melhorias na carreira do servidor público, com o único objetivo de impedir a valorização dos trabalhadores, o crescimento da receita e o cumprimento dos compromissos estabelecidos por ele com a categoria.

“Eu também quero agradecer muito a vocês, que são fundamentais para a execução de um trabalho sério, eficaz e de qualidade que oferecemos. Obrigado pelo reconhecimento e homenagem. Que Deus abençoe vocês e suas famílias”, acrescentou.

Relator do projeto de lei que estruturou a carreira dos gestores governamentais, o deputado estadual Lincoln Tejota (PSD) também elogiou o trabalho do governador na valorização do funcionalismo.

“Quanto mais valorizados os servidores, melhores são os serviços prestados aos goianos. São 715 gestores que trabalham em cargos estratégicos da administração e, graças a sensibilidade do governador Marconi Perillo, pudemos reorganizar a carreira”, destacou.

Segundo o parlamentar, os principais avanços do Estado nasceram politicamente, mas foram viabilizados graças a esses competentes profissionais. “Agradeço ao senhor, governador, porque nos momentos mais difíceis, houve sensibilidade e atenção para com nossos servidores”, completou.

Reconhecimento

Deputado Lincoln Tejota discursa durante evento | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Presidente do Sindgestor, Eduardo Ayres lembrou que a carreira foi criada em 2001 com a intenção de trabalhar um processo de melhoria que era de alta complexidade.

“Vimos avançando desde então. Em 2010 tivemos uma fratura na carreira, e o governador, com muita sensibilidade, nos atendeu. Estamos coroados com uma vitória equacionada. Agradecemos demais, do fundo do nosso coração. Estamos sempre disponíveis e comprometidos. O sucesso do governador é o sucesso da nossa carreira”, afirmou.

Superintendente executivo, Ivo Cezar Vilela ressaltou que os gestores, ao serem valorizados como precisam, têm as ferramentas para oferecerem um trabalho de qualidade para a população.

O vice-governador Zé Eliton ressaltou que Marconi criou uma carreira de estado, forte e perene. “Governos são transitórios, o Estado é perene. E nosso grande desafio é garantir o gasto eficiente dos recursos públicos, para que possamos também continuar a valorizar as carreiras e a propiciar melhores serviços para a sociedade”, declarou.

“Não fosse a decisão, a compreensão e a legitimidade do governador não estaríamos aqui comemorando esses resultados”, completou o secretário de Gestão e Planejamento, Joaquim Mesquita.

Participaram do evento ainda o presidente do TCM, Joaquim de Castro; Joaquim Mesquita (Gestão e Planejamento); e os deputados Manoel de Oliveira e Francisco Oliveira (ambos do PSDB).

Conquistas:

  • Marconi instituiu a carreira de gestor governamental, por meio de concurso público, em 2001. Desde então, já foram realizados quatro concursos
  • Os servidores têm, como entidade, o Sindicato dos Gestores Governamentais de Goiás (Sindigestor)
  • O Estado tem em seu quadro de pessoal 715 gestores governamentais. A maioria trabalha em cargos estratégicos da administração pública, como: orçamento, controle, planejamento, Tesouro, TI, regulação, obras, dentre outros
  • A institucionalização da carreira permitiu a melhoria e equiparação dos salários, além da profissionalização dos gestores
  • Por lei, aos 32 anos de serviços prestados, o servidor terá o salário equiparado com o do gestor público federal
  • A Lei nº 19.929, de 27 de dezembro de 2017, modernizou ainda mais essas carreiras: prevendo nova estrutura de classes, de “a” a “i” criando novas regras de evolução funcional, extinguindo os institutos de progressão e promoção e instituindo como único instrumento de movimentação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.