Servidores cobram, mais uma vez, posição de Iris sobre pagamento da data-base

Durante evento no Paço Municipal, presidente da CUT em Goiás avisou prefeito de Goiânia que há assembleia com indicativo de greve 

Um grupo de líderes de sindicatos que representam servidores municipais de Goiânia aproveitou um evento no Paço na manhã desta terça-feira (15/8) para avisar o prefeito Iris Rezende (PMDB) que haverá uma assembleia geral daqui a dois dias com indicativo de greve.

Presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) em Goiás, Mauro Rubem pediu, mais uma vez, uma audiência com a gestão para resolver o impasse com relação à data-base. Legalmente, o prefeito deveria ter encaminhado à Câmara o projeto de reposição salarial até o dia 1º de maio.

No entanto, até hoje, Iris se nega a sequer recebê-los e propôs conceder os 4,08% da inflação, mas apenas a partir de setembro. Os servidores não aceitam e querem o retroativo, como foi concedido ao Legislativo.

No vídeo abaixo é possível ver o prefeito pedindo para que seu chefe de gabinete, Paulo Ortegal, organize uma reunião até esta quarta-feira (16).

Veja abaixo:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.