Reunião entre governo e setor produtivo alinha discurso sobre reabertura

Governo sinalizou que ao fim dos 14 dias, ou seja, a partir da próxima terça-feira, fará reuniões periódicas com os empresários

Em reunião com o governador Ronaldo Caiado (DEM) na tarde desta terça-feira, 7, representantes dos empresários e comerciantes manifestaram apoio ao isolamento intermitente de 14X14 dias como medida de enfrentamento à Covid-19.

O grupo disse que vai contribuir com o que pode e planejar a reabertura do comércio semana que vem, quando finaliza a quarentena de duas semanas.

O governo, por sua vez, sinalizou que ao fim dos 14 dias, ou seja, a partir da próxima terça-feira, fará reuniões periódicas com os empresários para discutir ajustes nas medidas adotadas.

“Serão ajustes finos, para ver se devem manter fechado ou flexibilizar, tudo sempre compatibilizando com a disponibilidade de leitos e com a evolução do quadro epidemiológico dos próximos dias”, disse o secretário geral do Governo, Adriano da Rocha Lima.

Abertura

O presidente da Associação Empresarial da Região da 44, Jairo Gomes, avalia que foi uma reunião importante pelo diálogo estabelecido entre setor produtivo e o governo.

“A partir do momento em que tomamos decisões juntos haverá mais produtividade. Vejo um aceno para retomar o diálogo com o setor produtivo para juntos combater a Covid-19. A economia precisa girar e precisamos ter responsabilidade com a saúde. [Essa é] uma tentativa de viabilizar uma melhor maneira de salvar vidas e salvar economia e empregos”, diz.

14×14

O modelo de isolamento 14×14 foi proposto a partir de estudo realizado pela Universidade Federal de Goiás (UFG) que prevê o colapso do sistema de saúde do estado. Com esse modelo, há fechamento do comércio considerado não essencial por 14 dias e posterior abertura pelo mesmo período. Inclusive abertura de segmentos antes fechados, como restaurantes e a região da 44.

O fechamento do comércio teve início no dia 1 de julho e deve ir até o próximo dia 14.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.