Prisões de ex-presidente e ex-governador, Lula e Marconi Perillo, respectivamente e do médium João de Deus foram destaques em 2018 

O médium de renome internacional, João de Deus, foi preso acusado de abusar de mulheres que buscavam tratamento espiritual | Foto: divulgação

O ano de 2018 foi marcado por alguns fatos marcantes, como prisões de figuras importantes, morte de personalidades, resultados de eleições surpreendentes, tragédias e algumas poucas boas notícias.

Confira os 15 principais acontecimeentos de 2018, em Goiás e no Brasil

1 – Rebelião no Centro de Internação de Aparecida

Uma rebelião na Colônia Agroindustrial, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, já deixou pelo menos dez detentos do regime semiaberto feridos no primeio dia do ano.

Rebelião em presídio de Aparecida de Goiânia deixa dez feridos

2 – Morte do jornalista Isanulfo Cordeiro 

Morreu na madrugada do dia 14 de janeiro, o jornalista Isanulfo Cordeiro, 66. Vítima de complicações do tratamento de um câncer na bexiga, ele estava internado no Hospital do Coração, em Goiânia. Natural de Campos Belos, no Nordeste Goiano, ele deixou a esposa, Maria Beatriz Costa, e três filhos.

Aos 66 anos, morre o jornalista Isanulfo Cordeiro

3 – Assassinato da vereadores Marielle Franco, no Rio de Janeiro 

A morte da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL), executada a tiros no centro da capital carioca no dia 14 de março gerou revolta e comoção nacional, bem como manifestações de tristeza e preocupação com a possibilidade de ter se tratado de um crime político.

Vereadora assassinada no RJ não foi casada com traficante e não tinha ligação com facção

4 – Lula é preso pela Polícia Federal

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva foi preso após se entregar no dia 7 de abril à Polícia Federal, em Curitiba. Ele foi condenado a 12 anos e um mês na ação penal do tríplex do Guarujá (SP), na Operação Lava Jato.

Lula é preso pela Polícia Federal

5 – Greve dos caminhoneiros

A greve dos caminhoneiros que teve início no dia 21 de maio causou grande repercussão no País. Os grevistas se manifestaram contra os reajustes frequentes e sem previsibilidade mínima nos preços dos combustíveis, principalmente do óleo diesel, realizados pela estatal Petrobras com frequência diária, pelo fim da cobrança de pedágio por eixo suspenso e pelo fim do PIS/Cofins sobre o diesel. A paralisação e os bloqueios de rodovias em 24 estados e no Distrito Federa causaram a indisponibilidade de alimentos e remédios ao redor do país, escassez e alta de preços da gasolina, com longas filas para abastecer.

Caminhoneiros bloqueiam ao menos três rodovias em Goiás

6 – Incêndio em Centro de Internação Provisória

Incêndio em uma cela do Centro de Internação Provisória (CIP) no Sétimo Batalhão da Polícia Militar, no Jardim Europa, em Goiânia, deixou ao menos novos mortos e vários feridos no dia 25 de maio.

Incêndio em Centro de Internação Provisória deixa 9 mortos em Goiânia

7 –  França é campeã do mundo

Igualando Argentina e Uruguai, a França agora é a mais nova bicampeã mundial. Com a vitória dos franceses sobre os croatas por 4 a 2, no dia 15 de agosto, no estádio Lujniki, em Moscou, na Rússia, a Copa do Mundo de 2018 chegou ao fim.

Veja a classificação final da Copa do Mundo

8- Goiás é primeiro lugar no Ideb 

A qualidade do aprendizado na rede estadual de Goiás tornou a se destacar nacionalmente.
No dia 3 de setembro, o Ministério da Educação divulgou que a rede pública goiana é líder nacional do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) no Ensino Médio e no Ensino Fundamental II. No Ensino Fundamental I, ficou na 2ª colocação. Goiás cumpriu todas as metas de crescimento estabelecidas, tendo sido o único Estado a cumprir a meta no Ensino Médio.

Rede estadual de Goiás é primeiro lugar no Ideb e única a cumprir meta do Ensino Médio

9 – Goiás entre os mais competitivos

No dia 14 de setembro, o Estado de Goiás passou a fazer parte do grupo de dez Estados mais competitivos do país depois de ultrapassar os índices de Mato Grosso, Ceará e Rio de Janeiro nos critérios de infraestrutura, situação financeira e segurança pública.

Goiás entra para lista dos 10 Estados mais competitivos do País

10-  Ronaldo Caiado é eleito governador de Goiás no 1º turno

Com cerca de 90% das urnas apuradas, no dia 7 de outubro Ronaldo Caiado, do DEM, já alcança 60% dos votos válidos e está matematicamente eleito governador de Goiás. Até o momento, Daniel Vilela (MDB) termina em segundo lugar com 16,21%, e José Eliton (PSDB), 13,40%.

Ronaldo Caiado é eleito governador de Goiás no 1º turno

11- Vanderlan e Kajuru são eleitos senadores por Goiás

Também no dia 7 de outubro, com 87,87% das urnas apuradas, Vanderlan Cardoso (PP) e Jorge Kajuru (PRP) foram eleitos senadores por Goiás, neste domingo (7/10). O candidato do PP teve 31,53% dos votos, enquanto Kajuru teve 28,46%.

Vanderlan e Kajuru são eleitos senadores por Goiás

12 – Marconi Perillo é preso na Operação Cash Delivery

O ex-governador Marconi Perillo (PSDB) teve a prisão decretada no dia 10 de outubro no âmbito da Operação Cash Delivery. A prisão é preventiva, ou seja, não tem prazo para terminar. Na decisão, a Justiça alega que a medida se faz necessária para “garantia da ordem pública”.

Marconi Perillo é preso na Operação Cash Delivery

13 – Bolsonaro é eleito novo presidente do Brasil

Jair Bolsonaro (PSL), foi eleito no dia 28 de outubro novo presidente do Brasil após 92,08 % das urnas apuradas. Fernando Haddad aparece com 55,63% e matematicamente não consegue mudar o resultado.

Bolsonaro é eleito novo presidente do Brasil

14- João de Deus é preso em Abadiânia

O médium João de Deus, acusado de abusar de centenas de mulheres, foi preso, no dia 16 de dezembro, em Abadiânia. o Ministério Público de Goiás (MP-GO) que instautou uma força-tarefa para investigar os possíveis casos de abuso, já recebeu mais de 500 denúncias contrar o médium.

João de Deus é preso em Abadiânia

15 – Prisão do médico acusado de deformar rostos de pacientes

O médico goiano Wesley Murakami acusado de deformar rosto de pacientes em procedimentos estéticos foi preso no dia 21 de dezembro, em Brasília. Na Polícia Civil de Goiás, 14 denúncias foram registradas contra o médico que estava com o CRM suspenso.

Médico acusado de deformar rosto de pacientes é preso pela PCDF em Goiânia