Professor convence famílias a se vacinarem com projeto de combate a fake news

Fuja da Fake, Foco no Fato foi criado na cidade de Paulista, em Pernambuco, com 140 pessoas incentivadas diretamente pela ideia

Projeto Fuja da Fake, Foco no Fato | Foto: Arquivo Pessoal

O professor Glaucio Ramos convenceu famílias dos seus alunos a se vacinaram contra a Covid-19. Tudo aconteceu na cidade de Paulista, em Pernambuco, quando o professor percebeu que deveria conversar com seus alunos a respeito das Fake News – notícias falsas.

Segundo reportagem do UOL, o professor percebeu que os alunos estavam receosos. “Então, discutimos durante uma aula e fiz um formulário online, um para os estudantes e outro para as famílias”, conta Ramos ao UOL. A maioria dos pais respondeu que não iria tomar a vacina porque não se sentia seguro com as notícias falsas lidas.

Com isso, o professor criou o projeto Fuja da Fake, Foco no Fato. “Construí um processo com seis estratégias de checagem de notícias, depois fizemos exercícios práticos e uma campanha educativa com vídeos e memes”, explica o professor na reportagem do UOL.

Após se aprofundarem no assunto, o professor ensinou os estudantes a criar roteiros para vídeos. A turma desenvolveu uma série de cards com vídeos e memes acessíveis por QR code, expostos em uma praça da cidade. Cada card mostrava as produções dos alunos, realizadas com a ajuda das famílias.

O projeto focou nos alunos do 8º ano e a secretaria municipal de educação quer expandir para todas as escolas da rede. Ao menos 140 pessoas foram incentivadas diretamente com o trabalho do professor.

O projeto contra Fake News não é o primeiro da carreira do professor. Ele que é formado em Letras desde 2004, tem uma biblioteca itinerante, que transporta mais de 5 mil livros. Além de fazer empréstimo de livros, é contador de história e para em alguns pontos da cidade para fazer leituras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.