Presidente da Acieg convoca goianienses para manifestação do dia 15 de março

Helenir Queiroz pede que cidadãos se unam para pedir mudanças no rumo do País: “Não podemos ter um replay do Mensalão”

helenir-queiroz-video

Em vídeo, Helenir Queiroz quer goianienses nas ruas por mudança | Foto: reprodução / vídeo

A presidente da Associação Comercial Industrial e de Serviços do Estado de Goiás, Helenir Queiroz, divulgou um vídeo-convite nesta quinta-feira (5/3) convocando os goianienses a participarem da manifestação que será realizada no domingo, 15 de março. O objetivo: cobrar do Congresso Nacional e do Governo Federal uma postura diferente nos rumos que o Brasil tem tomado.

Na gravação, a empresária afirma que “povo mudo não muda” e que é preciso ir às ruas para “dizer não” à situação em que o País se encontra. Em entrevista ao Jornal Opção Online, ela conta que a motiva é as medidas econômicas tomadas pelo Governo Dilma. “O relatório de Janot sobre a Operação Lava Jato deixa claro que não vai haver investigação ‘no topo da pirâmide’ e isso não pode acontecer”, lamenta ela.

Para Helenir, a presidente petista exige sacrifício da população, mas não toma medidas para contenção de gastos na máquina pública, “punindo o trabalhado”, que sofre com a alta dos impostos. “Não dá para ficar só ruminando a insatisfação. Temos que fazer ouvir nossa voz. Acredito que Congresso é sensível a voz das ruas”, explica ela.

O objetivo do vídeo é motivar outras lideranças da sociedade organizada a se manifestarem e aderirem ao propósito. “É uma oportunidade para mostrarmos que não vamos aceitar um replay do Mensalão. Não queremos mais uma ‘pizza'”, finaliza.

Veja o vídeo:

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Floriano

Sim a manifestação e um direito nosso como nos cidadoes, vamos coloca um basta em um governo que estão acabando com muitas famílias do bem. Chega de paga emposto abusivos etc.
“A FAVOR SIM DAS MANIFESTAÇÕES ”
ASS: Floriano