PIB do Brasil em 2014 é de 0,1%, pior resultado em cinco anos

Mesmo assim, resultado é “menos pior” do que apostavam economistas mundiais, que previam retração da economia

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou na manhã desta sexta-feira (27/3) o resultado consolidado do Produto Interno Bruto (PIB) de 2014. O resultado é um crescimento de 0,1% em relação a 2013 — que registrou 2,7%.

Mesmo baixa, a taxa “supera” as expectativas de economistas internacionais, que previam uma retração no ano. A estabilidade do PIB é, de acordo com o IBGE, resultado da variação positiva de 0,2% do valor adicionado — uma revisão metodológica proposta pela ONU — e do recuo nos impostos (-0,3%).

No ano passado, a Agropecuária (0,4%) e os Serviços (0,7%) cresceram, enquanto a Indústria teve recuo de -1,2%. Em valores correntes, o PIB foi de R$ 5,52 trilhões. Já o PIB per capita ficou em R$ 27.229, com queda (-0,7%), em volume, em relação a 2013.

O índice de 0,1% é o pior desde que a presidente Dilma Rousseff (PT) assumiu o governo, em 2011 e melhor apenas que o ano de 2009, quando o ex-presidente Lula (PT) viu a economia encolher -0,3%.

Deixe um comentário