Lula admite que pode ser candidato a presidente em 2018

Petista afirma que prefere que outros disputem, mas se houver chances da oposição ganhar, ele entrará no páreo 

Ex-presidente Lula pode ser candidato | Foto: Roberto Stuckert / Instituto Lula

Ex-presidente Lula pode ser candidato | Foto: Roberto Stuckert / Instituto Lula

O ex-presidente Lula (PT) admitiu que há a possibilidade dele ser candidato à Presidência da República em 2018. Não é o plano A do partido, mas, segundo o petista-chefe em entrevista à Rádio Itatiaia (MG), se a oposição tiver chances de ganhar, ele entrará na disputa.

“Não posso dizer que sou, nem que não sou [candidato]. Sinceramente, espero que tenha outras pessoas para serem candidatas. Se a oposição pensa que vai ganhar, que não vai ter disputa e que o PT está acabado, ela pode ficar certa do seguinte: se for necessário, eu vou para a disputa e vou trabalhar para que a oposição não ganhe as eleições”, afirmou.

Ainda à rádio mineira, Lula admitiu que o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) cometeu falhas na condução da economia do País.

“Lógico que teve erros. Se não tivesse erros a gente não tinha chegado aonde nós chegamos. A Dilma reconhece que houve erros. Acho que houve alguns equívocos nossos na questão econômica e que a Dilma tentou consertar quando propôs o ajuste fiscal”, avaliou.

No que diz respeito à Operação Lava Jato, o ex-presidente garantiu que não tem envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras e que “não sabia de nada”.

“Eu até gostaria de ter sabido antes. Eu não sabia, a Polícia Federal não sabia, a imprensa não sabia, o Ministério Público não sabia, a direção da Petrobras não sabia. Só se ficou sabendo depois que houve um grampeamento e pegou o tal do Youssef [o doleiro Alberto Youssef], que já tinha muitas passagens pela polícia, falando com outros caras”, explicou à rádio.

6 respostas para “Lula admite que pode ser candidato a presidente em 2018”

  1. Denis Robson disse:

    Vai pra la seu mala!!!

  2. Marcelo Luiz Correa disse:

    Muita arrogância e desrespeito desse vagabundo, dizer que se a oposição tiver chance ele entra para a vencer. Primeiro, golpe é a traição da confiança de todo um povo, só não se levantam contra esse governo, ladrão e sem noção! O PT não foi atingido por uma crise, o PT fez e é a crise! E se restar vergonha na cara do Judiciário e o MP cumprir com o seu dever. Lula, o maior ladrão desse país, tem de ser preso!

  3. Charles Alves Bento disse:

    Ele como sempre; não sabe de nada !

  4. Santos Mallman Santos disse:

    SINTETIZANDO PORQUE LULA É O MAIOR DA HISTÓRIA..

    DATAFOLHA -Lula encerra mandato com melhor avaliação da história

    OPINIÃO PÚBLICA – 20/12/2010

    O presidente Lula encerrará seu mandato na Presidência da República no auge de sua popularidade. Após sete anos e 11 meses de governo, 83% dos brasileiros adultos avaliam sua gestão como ótima ou boa – com isso, repete a marca de outubro, a mais alta já alcançada por um presidente na série histórica do Datafolha. A fatia dos que veem seu governo como regular é de 13%, enquanto 4% consideram-no ruim ou péssimo.

    FHC entrou o Brasil era 8ª economia mundial e quando saiu 15º. Lula pegou o Brasil 15º e quando saiu deixou em 6º.

    Segundo dados do Banco Mundial, o PIB do Brasil passou, em 11 anos ( Governos Lula e parte da Dilma) de US$ 504 bilhões em 2002, para US$ 2,2 trilhões em 2013. Nosso Produto Interno Bruto cresceu, portanto, em dólares, mais de 400% em dez anos, performance ultrapassada por pouquíssimas nações do mundo.

    Para se ter ideia, o México, tão “cantado e decantado” pelos adeptos do terrorismo antinacional, não chegou a duplicar de PIB no período, passando de US$ 741 bilhões em 2002 para US$ 1,2 trilhão em 2013; os Estados Unidos o fizeram em menos de 80%, de pouco mais de US$ 10 trilhões para quase US$ 18 trilhões.

    Em pouco mais de uma década, passamos de 0,5% do tamanho da economia norte-americana para quase 15%. Devíamos US$ 40 bilhões ao FMI, e hoje temos mais de US$ 370 bilhões em reservas internacionais. Nossa dívida líquida pública, que era de 60% há 12 anos, está em 33%. A externa fechou em 21% do PIB, em 2013, quando ela era de 41,8% em 2002. E não adianta falar que a dívida interna aumentou para pagar o que devíamos lá fora, porque, como vimos, a dívida líquida caiu, com relação ao PIB, quase 50% nos últimos anos.

    http://www.maurosantayana.com/2015/02/o-fim-do-brasil.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.