Líder de Iris diz que não há previsão para cumprimento de emendas impositivas

Vereador diz que foco da administração é na tramitação de projeto de reforma da previdência dos servidores municipais

O prefeito Iris Rezende (MDB) sancionou a maioria das emendas impositivas incluídas pelos vereadores na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018. Porém, a liberação dos recursos para a realização das obras seguem sem previsão.

Segundo o líder do prefeito na Câmara Municipal, vereador Tiãozinho Porto (PROS), a prefeitura tem “outras prioridades” no momento e quer focar o debate no parlamento entorno da proposta de reforma da previdência dos servidores municipais.

“Estamos com tantos projetos importantes aqui na Casa que, para falar a verdade, não estamos definindo essa expectativa”, disse o vereador quando questionado sobre quando a verba poderia ser liberada.

“O próprio plano diretor era para ter sido encaminhado, mas a prefeitura decidiu esperar porque está focada nessa questão da previdência e os vereadores também”, completou.

A gestão do prefeito Iris Rezende encaminhou para o Legislativo uma proposta para reestruturação do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais (IPSM). O projeto tinha pontos polêmicos, como aumento na alíquota de contribuição de 11% para 14% e permissão do uso de recursos da dívida ativa do município e de venda de áreas municipais para equilibrar as contas do instituto.

A matéria acabou sendo arquivada em votação na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), mas a prefeitura deve pedir o desarquivamento da matéria.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.