Justiça mantém propaganda de Vanderlan que questiona apoio de Iris a Maguito

Magistrado aponta que propaganda eleitoral do candidato do PSD segue princípios da legalidade: “Ao que parece, não foi extrapolado o direito à liberdade de expressão em todo teor da propaganda”

Foto: Divulgação/ Campanha Maguito Vilela

A Justiça Eleitoral, da 146ª Zona Eleitoral, negou nesta quinta-feira, 26, ao MDB e partidos coligados retirada do ar de propaganda eleitoral da coligação Goiânia em um Novo Momento. “Ao que parece, não foi extrapolado o direito à liberdade de expressão em todo teor da propaganda”, diz decisão.

Conforme o magistrado José Carlos Duarte, a propaganda e seu conteúdo estão dentro da lei. “A parte autora não comprovou que o representante efetivamente veiculou propaganda afirmando que Iris Rezende seja contrário a candidatura de Maguito Vilela”, destacou, ao frisar que declarações do prefeito expressam solidariedade ao estado de saúde do candidato.

“A candidatura do MDB tenta fazer parecer que tem o apoio do Iris, mas não tem. Já o apoio do Thales Barreto, que é do PSDB de Marconi, eles têm. O apoio de membros do PT, aquele PT da má gestão, eles têm. O apoio do Jovair Arantes, do Partido Comunista, do Vice carioca, isso eles tem! Agora pense, dá para governar bem, acompanhado de tanta gente ruim?”, diz a propaganda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.