Geraldo Alckmin está sendo cotado para se filiar ao Partido Verde

A filiação é bem vista por integrantes do partido, em especial pela oportunidade de trazer um olhar mais atento à sustentabilidade para o governo federal

Alckmin também é cotado para ser candidato a vice-presidente de Lula (PT)

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, estaria sendo cogitado para integrar o Partido Verde do Brasil nas eleições de 2022. Tendo governado a grande metrópole do país por quatro vezes, o político anunciou a sua saída do PSDB, partido que ajudou a fundar e que foi sua legenda por 33 anos, neste ano e ainda não disse qual nova sigla irá integrar.

“O Alckmin sempre tentou buscar o equilíbrio entre o meio ambiente e o progresso. A vinda dele para o PV mostraria a real preocupação com esse equilíbrio para sair dessa crise financeira que estamos”, avalia Brito França, Secretário de Organização do PV São Paulo. Além do mais, o político é aprovado pelas lideranças de base, movimentos de jovens, da diversidade e grupo das mulheres do PV, pois todos acreditam que sua adesão ao partido traz a oportunidade de um olhar mais atento a temas ligados à sustentabilidade, incluindo a preservação da Amazônia.

A liderança do ex-governador no PV poderia colocar em evidência novamente questões primordiais do país, como barrar o desmonte de órgãos ambientais e reforçar equipes de fiscalização, atraindo novamente investimentos internacionais, rejeitados e descredibilizados pela gestão de Jair Bolsonaro (PL).

Entre 2008 e 2010, no governo Lula, o PV esteve no comando do Ministério do Meio Ambiente, com Carlos Minc. Anteriormente, entre 2002 e 2003, ocupou a pasta da Cultura, com Gilberto Gil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.