Filho de Siqueira Campos é levado para depor em nova fase da Operação Acrônimo

Deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (DEM-TO) foi alvo de mandados de busca apreensão e de condução coercitiva

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (30/11) a 12ª fase da Operação Acrônimo, com diligências no Tocantins e Distrito Federla, com mandados expedidos pela Justiça do Tocantins.

Um dos alvos da nova fase é o deputado estadual e filho do ex-governador Siqueira Campos, Eduardo Siqueira Campos (DEM-TO). Contra ele foram expedidos mandados de busca e de condução coercitiva, quando a pessoa é encaminhada para prestar depoimento.

Existem ao todo quatro mandados de condução coercitiva e cinco de busca e apreensão contra suspeitos de cometer irregularidades em licitações do Detran do Tocantins. Também é alvo da operação o ex-diretor do Detran, coronel Julio Cesar Mamede. Tanto o ex-diretor quanto o deputado foram citados em delação premiada do empresário Benedito Oliveira, conhecido com Bené.

Já em sua 12ª fase, a Acrônimo teve início em 2015 com a apuração de suposto esquema e lavagem de dinheiro para campanhas eleitorais envolvendo o empresário Benedito Oliveira e o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.