Em gravação, padre Robson afirma “sou chefe de quadrilha”

O ex-reitor do Santuário Basílica de Trindade (GO) está sendo investigado por supostamente desviar dinheiro de doações de fiéis

Padre Robson durante uma de suas missas

Em uma gravação, divulgado pelo Jornal da Record na quarta-feira, 24, o ex-reitor do Santuário Basílica de Trindade (GO), padre Robson de Oliveira Pereira, afirma que participava de um esquema para burlar contratos. Em um momento da gravação, ele diz “sou o chefe da quadrilha.

A gravação, apreendida pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), foi feita pelo próprio padre e ele conversava com uma equipe jurídica buscando maneiras de mascarar a ilegalidade em contratos de compras realizadas em nome de terceiros pela Associação Filhos do Pai Eterno. No conteúdo, ele afirma que tinha consciência do risco de ser preso.

“Ô, gente. O meu medo nessas coisas aí chama-se… apuração dos fatos. Quando for apurar fatos, olhando nossa contabilidade, olhando nossa contabilidade do Júnior, do Gleison, vão ver que eles deram outra destinação aos valores, que não bate com datas e nem com nenhum tipo de… não tem jeito, gente”, fala o padre Robson.

O conteúdo foi gravado em um momento em que o padre já estava sendo investigado por supostamente desviar valores de doações de fiéis à Afipe, que deveriam ir para a construção do novo Santuário Basílica de Trindade. Na época, ele administrava um fundo de R$ 2 bilhões para este fim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.