Em Goiás, garota de 16 anos planeja homicídio do próprio pai por dinheiro

Namorado, de apenas 15 anos, é o autor de três disparos de arma de fogo que mataram DJ Quirino, conclui polícia

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídio (DIH), apresentou nesta segunda-feira (29/05) a conclusão do inquérito do homicídio de Elpídio Quirino dos Santos, de 41 anos, o DJ Quirino, ocorrido no dia 25 de novembro do ano passado, em Goiânia.

Segundo a PC, o crime foi planejado pela própria filha da vítima, uma adolescente de 16 anos de idade, e seu namorado, de apenas 15 anos, com a ajuda de Franklin de Paula Vieira, de 25 anos, que dirigiu o veículo utilizado no dia do crime.

Dj Quirino guardava R$ 100 mil em casa, pois tinha o sonho de abrir a própria boate. A filha adolescente descobriu onde o dinheiro estava guardado e pegou R$ 5 mil. Em seguida, convenceu o namorado a organizar o crime. “Ela deu o dinheiro ao namorado e ele comprou um carro irregular e uma arma para que o crime fosse executado”, explicou o delegado Marco Aurélio Ferreira, que conduziu as investigações.

De acordo com o delegado, a mãe da menina sabia que a filha tinha cometido o crime, mas colaborou com as investigações e é tratada no caso apenas como testemunha. Ela disse em depoimento que as duas eram constantemente agredidas e ameaçadas pela vítima. “O DJ dizia com frequência que ia matá-las e depois se suicidar”, finalizou.

DJ Quirino | Foto: reprodução

Segundo apurou a DIH, a adolescente estava na companhia do pai no momento em que seu namorado, de apenas 15 anos, o executou com três disparos de arma de fogo. Ela disse que planejou o crime porque era constantemente ameaçada e agredida fisicamente pelo pai.

“O casal planejava o assassinato há algum tempo, mas resolveram adiantar o crime, pois naquele dia a adolescente teria apanhado do pai quando saía da escola”, contou o delegado Marco Aurélio Ferreira.

No início das investigações, ela chegou a contar à polícia que um homem encapuzado teria abordado os dois na porta da casa da avó, pedindo o celular e a chave do carro. O pai teria reagido ao assalto e sido baleado. Ela saiu ilesa do ocorrido.

Franklin de Paula Vieira, 25 anos, que dirigiu o veículo utilizado na prática do homicídio, foi preso temporariamente na última quinta-feira (25/5). Ele nega envolvimento no crime. O casal foi encontrado no dia 16 de maio no município de Caldas Novas (GO), e tiveram sua internação provisória decretada pelo Juizado da Infância e Juventude.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.