Dado como desaparecido, técnico do Atlético-GO estava em motel

Segundo tenente-coronel da Polícia Militar de Goiás, Marcelo Cabo, que é casado, não foi vítima de crime algum 

A Polícia Militar do Estado de Goiás revelou, em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (17/1), que o técnico do Atlético Goianiense, Marcelo Cabo, dado como desaparecido, foi encontrado em um motel de Aparecida de Goiânia por volta das 20 horas de ontem.

O  tenente-coronel Ricardo Rocha, responsável pelo caso, explicou que o carioca deixou o apartamento em que mora na capital no domingo (15/1), de carro, e não apareceu mais. Por volta das 15 horas da segunda (16) — após a diretoria do clube anunciar à imprensa o sumiço –, ele voltou ao local em um táxi, mas sem dar notícias.

Depois de verificar as câmeras de vigilância, a PM conseguiu identificar o taxista que dirigia o carro, que informou o paradeiro do técnico: estava nas proximidades da BR-153, na região dos motéis.

“Graças a Deus nada ocorreu a ele. Achávamos que poderia ser algo grave, como homicídio ou latrocínio, mas estava em um motel. O técnico não foi vítima de crime algum”, garantiu.

O tenente-coronel não informou se Marcelo Cabo estava acompanhado e disse que maiores informações serão fornecidas pela Polícia Civil — que deve ouvir depoimento do técnico ainda nesta terça (17).

A esposa e os três filhos vieram para Goiânia após serem informados do desaparecimento.

Jornal Opção tentou contato com a assessoria de imprensa do Atlético Goianiense, mas não obteve sucesso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.