Churrascaria afirma que larvas em carne foram plantadas por cliente para não pagar a conta

Restaurante Mourão explica que episódio ocorreu em junho deste ano e que autor do vídeo teria, inclusive, ameaçado divulgá-lo

mourao-fachada-foto-facebook

Fachada do Restaurante Mourão | Foto: reprodução / Facebook

Após a grande repercussão de um vídeo que mostra supostas larvas em um pedaço de carne assada servida pelo Restaurante Mourão, a assessoria do estabelecimento entrou em contato com o Jornal Opção para esclarecer o episódio — filmado na unidade II da churrascaria goiana.

Em nota-resposta, eles garantem que se trata de uma armação por parte do autor das imagens, em “uma tentativa apenas de não arcar com o pagamento da conta”. “O vídeo é fraudulento”, informam.

“O restaurante prima sempre pela qualidade de seus produtos e conta com a aprovação de sua clientela, todas as carnes servidas são inspecionadas e submetidas a rígido controle de qualidade tanto na compra, quanto no armazenamento, sendo embaladas a vácuo, sem qualquer contato com o ambiente externo”, explicam.

Segundo o texto, o episódio registrado em vídeo ocorreu em junho deste ano, quando um grupo de oito pessoas pediu 1,4 quilos de carne. Após consumirem 1,2 kg, chamaram o gerente do Mourão II, afirmando que ” a carne estava contaminada e, por esse motivo, não iria pagar a conta”, o que teria causado tumulto.

Para evitar maiores transtornos, o gerente acabou isentando o grupo de pagar a conta. No entanto, a assessoria garante que, naquela data, foram servidas 262 refeições, “não havendo nenhuma outra reclamação” do tipo.

Mesmo assim, o vídeo acabou sendo divulgado no aplicativo WhatsApp, viralizando. Em entrevista ao Jornal Opção, o advogado Wesley Miranda afirmou que sabe quem é o autor e já tomou as medidas judiciais cabíveis para resolver a situação.

Ao final da nota, asseveram que a “preocupação do Restaurante Mourão é servir alimentos de boa qualidade e prestar excelente atendimento”.

Veja abaixo a nota completa:

O “Restaurante Mourão” vem a público prestar esclarecimentos acerca de vídeo que circula nas redes sociais no qual consta imagem de pequena porção de carne supostamente contaminada e imprópria para o consumo que teria sido fornecida a um cliente.

Ocorre que, no mês de junho/2015, um cliente pediu 1,4 Kg de carne para 08 pessoas, tendo sido consumidos 1,2 Kg e chamou o gerente do estabelecimento (Mourão II), afirmando que a carne estava contaminada e, por esse motivo, não iria pagar a conta, causando tumulto no estabelecimento.

Naquela oportunidade, foram realizadas as averiguações necessárias e constatou-se que a afirmação do cliente não era verdadeira, que se tratava de tentativa apenas de não arcar com o pagamento da conta, vez que naquela data foram servidas 262 refeições, não havendo nenhuma outra reclamação.

O “Restaurante Mourão” atua no mercado de alimentação há mais de 05 (cinco) anos na Capital goiana, primando sempre pela qualidade de seus produtos e contando com a aprovação de sua clientela, todas as carnes servidas no restaurante são inspecionadas e submetidas a rígido controle de qualidade tanto na compra, quanto no armazenamento, sendo embaladas a vácuo, sem qualquer contato com o ambiente externo.

A principal preocupação do “Restaurante Mourão” é servir alimentos de boa qualidade e prestar excelente atendimento, reafirmando seu compromisso com a qualidade dos produtos. Sendo assim, informa que o vídeo é fraudulento e que as medidas judiciais cabíveis já estão sendo adotadas.

Assessoria jurídica do Restaurante Mourão

Uma resposta para “Churrascaria afirma que larvas em carne foram plantadas por cliente para não pagar a conta”

  1. Avatar Fabiana Fernandes Pereira disse:

    Acredito sim em uma grande armação ..visto que sou comerciante e já passei por vários episódios assim. .gente desonesta que quer tirar vantagem de pessoas de bem que buscam ganhar seu dinheiro honestamente. ..Quem conhece esse restaurante, sabe da sua qualidade, tanto em atendimento, quanto nos pratos. ..Parabéns. ..vcs merecem respeito. ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.