Canadá prepara missão a Goiás para conhecer modelo de gestão de hospitais

Ministro de Saúde de Quebec solicitou oficialmente agenda para que ele e sua equipe conheçam sistema implantado por Marconi Perillo

Ministro da Saúde e dos Serviços Sociais da Província de Québec, Gaétan Barrette | Foto: reprodução

O governo da Província de Quebec, no Canadá, solicitou agenda oficial ao governo de Goiás para conhecer o modelo de gestão dos hospitais públicos estaduais. A solicitação foi feita pelo ministro da Saúde e dos Serviços Sociais, Gaétan Barrette.

A visita vem após convite do governador Marconi Perillo e do secretário de Estado da Saúde, Leonardo Vilela, durante Missão Comercial no Canadá, em setembro do ano passado. O objetivo dos canadenses é conhecer o modelo, baseado na gestão por Organizações Sociais de Saúde (OSS), implantado pelo tucano, que se tornou referência em atendimento.

Na proposta, encaminhada na última semana, o ministro da Província de Québec disse estar interessado em conhecer as estratégias de Goiás nas políticas de saúde da família, na gestão dos hospitais de urgências (Rede Hugo) e o modelo de remuneração dos profissionais e das unidades de saúde.

Barrete afirma ainda na mensagem que quer conhecer, em detalhes, “as tecnologias e sistemas de gestão implantados pelo governo de Goiás no sistema de Prontuário Informatizado, no Programa de Padronização dos Sistemas de Gestão de Informações [o Conecta SUS] e na formatação de pesquisas de satisfação dos usuários das unidades públicas de saúde”.

Em janeiro, o ex-secretário estadual da Saúde de Goiás, Fernando Cupertino, foi convidado a apresentar, em Quebec, duas conferências sobre a gestão compartilhada por OSs.

Gestão

Marconi visita pacientes durante aniversário do Hugol | Foto: Lailson Damásio

O modelo de gestão compartilhada, implantado por Marconi a partir do terceiro mandato (2011-2014), reformulou o atendimento nas unidades estaduais de saúde, humanizando os procedimentos, acabando com as filas de espera por tratamentos e tornando mais ágeis os processos de aquisição e manutenção de equipamentos e de renovação dos estoques de medicamentos.

A inovação atraiu a atenção de governadores e secretários de Saúde de 23 estados, que já estiveram em Goiás para conhecer o sistema.

O Ministério da Saúde (MiS) também acompanha, junto ao governo, as ferramentas de gestão em saúde, em especial o Conecta SUS, que reúne e processa todas as informações sobre saúde pública, orientando a tomada de decisões, como, por exemplo, no combate a endemias, e na aplicação dos recursos destinados ao setor.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.