Brasil chega a 600 mil vidas perdidas por Covid-19

A trágica marca chega à apenas três meses e meio após o país ter alcançado meio milhão de óbitos pela doença

Nesta sexta-feira, 8, o Brasil chegou aos 600 mil mortos por Covid-19. Mesmo com o avanço da vacinação, o país ainda perde 500 vidas por dia. Com esse número total de vítimas do coronavírus, o país fica atrás apenas dos Estados Unidos.

A principal razão para um número tão elevado de vidas perdidas, seria a série de erros e negligências deferidas pelo governo durante a gestão da pandemia. O negacionismo em relação aos métodos cientificamente comprovados de combate a doença, como uso de máscara e álcool em gel, distanciamento social e a compra de vacina impactaram negativamente na saúde brasileira. E quem pagou o preço foram mais de 600 mil famílias enlutadas.

No começo de 2021, quando o país alcançou o pico da pandemia, registrando diariamente quase 4 mil vidas perdidas, o chamado “tratamento precoce” com cloroquina e ivermectina contribuiu para que muitas pessoas também viessem a falecer por não receberem o cuidado necessário e comprovado cientificamente. Nesse mesmo período, os hospitais enfrentaram falta de oxigênio e de medicamentos que eram usados para combater o Covid-19 nos infectados.

Contudo, o avanço da vacinação no país tem trazido bons resultados. Segundo o Ministério da Saúde, 45% da população brasileira já está com as duas doses da vacina e isso começa a refletir na queda de infectados e hospitalizados pela doença.

Porém, isso não significa que as medidas restritivas devam ser suspensas. Pesquisadores indicam que o Brasil deve chegar aos 70% de vacinados com as duas doses para começar a pensar em suspender as medidas contra o Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.