Bolsonaro diz que “ninguém vai usar caneta BIC pra tabelar nada”

Presidente afirmou ainda que outras medidas estão sendo tomadas pelos ministros da Economia e da Agricultura para dar uma resposta à disparada de preços

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

Depois de pedir “patriotismo” aos donos de supermercado para baixar preços do arroz, feijão e óleo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quarta-feira, 8, que “ninguém vai usar caneta BIC pra tabelar nada”. Um pacote de arroz de 5 kgs, em Goiânia, saltou de R$ 15 para R$ 30 nas últimas semanas.

“Tenho apelado para eles. Ninguém vai usar a caneta Bic para tabelar nada. Não existe tabelamento. Mas estamos pedindo para eles que o lucro desses produtos essenciais nos supermercados seja próximo de zero”, disse.

Bolsonaro afirmou ainda que outras medidas estão sendo tomadas pelos ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Agricultura, Tereza Cristina, para dar uma resposta à disparada de preços.

O presidente voltou a reclamar das medidas de isolamento social para conter o avanço da pandemia de Covid-19 no país.

“Imaginemos se o pessoal do campo tivesse ficado em casa. Hoje não teria o arroz. Sei que está caro, o óleo de soja já subiu, sei disso. Mas nem teríamos isso para comer. O povo com fome é um povo que não tem razão.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.