Ataque a bomba em show de Ariana Grande deixa 22 mortos e 59 feridos

Estado Islâmico reivindicou autoria da ação. Polícia do Reino Unido prendeu um suspeito e duas vítimas já fora identificadas 

Atualizada às 11h20 desta terça-feira (23/5)

A polícia de Manchester, no Reino Unido, confirmou por meio de um comunicado que uma explosão durante um show da cantora americana Ariana Grande na noite desta segunda-feira (22/5) deixou pelo menos 22 mortos e 59 feridos.

“Serviços de emergência estão respondendo a relatos de uma explosão na Manchester Arena. Há algumas mortes e feridos confirmados. Por favo,r evitem a área uma vez que serviços de emergência estão trabalhando incansavelmente no local”, versa um comunicado no Twitter.

Segundo relatos nas redes sociais, Ariana Grande tinha acabado de cantar a última música e deixado o palco quando o barulho foi ouvido.

No vídeo abaixo, é possível ouvir gritos e ver o desespero de fãs no local. A cantora não sofreu ferimentos.

Atualização

Ainda na manhã desta terça-feira (23/5), o chefe da Polícia de Manchester, Ian Hopkins, disse pela que o atentado foi cometido por um homem, que carregava um artefato explosivo improvisado e se explodiu ao acionar o dispositivo.

Um homem de 23 anos foi preso, suspeito de envolvimento com o atentado

O Estado Islâmico assumiu a autoria dos ataques.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.