Votos brancos, nulos e abstenções somam mais da metade do eleitorado do Tocantins

Ao todo, 51,83% dos eleitores não escolheram nenhum dos candidatos no segundo turno do pleito extraordinário, realizado neste domingo (24/6)

Assim como ocorreu no primeiro turno, no último dia 3, a soma de votos brancos, nulos e abstenções foi mais uma vez expressiva na eleição suplementar para o governo do Tocantins. Ao todo, 51,83% dos eleitores não escolheram nenhum dos candidatos no segundo turno do pleito extraordinário, realizado neste domingo (24/6).

O número representa 527.868 eleitores, número maior que a soma dos votos conquistados pelos dois candidatos (490.461). No primeiro turno, a abstenção, somada de votos brancos e nulos, chegou a 43,54% dos votos.

Conforme o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), neste domingo, a abstenção chegou a 355.032 mil eleitores. Fora isso, 17.209 votaram em branco e 155.627 preferiram anular o voto.

Resultado

Mauro Carlesse, do PHS, foi eleito governador do Tocantins com mais de 75% dos votos válidos, derrotando Vicentinho Alves, do PR.

Carlesse fica no cargo até o dia 31 de dezembro e pode concorrer à reeleição em outubro. A posse está prevista para o dia 9 de julho.

O novo governador disputou o pleito representando uma coalizão formada pelo PHS, DEM, PRB, PP, PPS, PMN e PTC. Paranaense, fez carreira como empresário no ramo agropecuário no Tocantins. Em 2014, foi eleito deputado estadual pelo PTB.

Deixe um comentário