Rota aérea comercial entre Palmas e Xangai é apresentada ao governador Carlesse

Reunião com representantes da cidade chinesa trata também da ampliação de investimentos nos setores de mineração e agropecuária

Carlesse com a comitiva chinesa: oportunidade de negócios | Foto: Flávio Cavalera / Gov. Toc.

Em reunião intermediada pelo secretário da Indústria, Comércio e Serviço, Tom Lyra, o governador Mauro Carlesse (DEM) recebeu, na quarta-feira, 15, representantes da Câmara de Comércio de Xangai no Brasil, para tratar da possibilidade da criação de uma rota área para o transporte de cargas ligando Palmas diretamente a Xangai, maior cidade da China e núcleo financeiro global.

A reunião tratou também de investimentos nos setores do agronegócio e mineração e, segundo os representantes da Câmara de Comércio daquele país,  o projeto já está aprovado pelo governo chinês, que tem grande interesse em ampliar investimentos no Estado.

A proposta dos chineses é utilizar o Aeroporto de Palmas – Brigadeiro Lysias Rodrigues para o transporte de carnes, frutas e produtos industrializados. A projeção é realizar dois voos semanais para exportação e importação de mercadorias. O próximo passo para a execução do projeto é o estudo sobre a capacidade do Aeroporto de Palmas de receber aviões com grande capacidade de cargas. E a partir daí, técnicos do governo chinês devem vir ao Estado para realizar os processos legais para a efetivação da rota área.

Os chineses também têm interesse em investir na extração de minério na região, já que na China existe uma forte demanda por essa commodity. O governador  Carlesse foi informado do convite do prefeito de Xangai, Ying  Yong, para visitar a cidade ainda neste primeiro semestre.

Alfandegamento

Um das exigências para a implantação do projeto é o alfandegamento do Terminal de Logística de Cargas (Teca) do Aeroporto de Palmas, mas o secretário Tom Lyra reiterou que “a demanda já está sendo viabilizada pela Infraero”.

Questionado sobre a capacidade do Aeroporto de Palmas de receber aviões cargueiros comerciais, o governador Mauro Carlesse destacou que as instalações do complexo aéreo são no padrão internacional e sua pista de pouso e decolagem está pronta para receber aeronaves modelo 3C, de grande porte.  “Vamos providenciar a estrutura necessária para que o projeto seja implantado. A relação comercial com a China é extremamente importante para a economia do Tocantins, tendo em vista, que aquele país é hoje um dos principais compradores dos nossos produtos como a carne e a soja”, afirmou o governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.