Importância de estabelecer políticas públicas para idosos é tema de conferência

Administração municipal volta os olhos para os habitantes da terceira idade e inicia o debate por mais ações que beneficiem esta faixa etária

Prefeito Jânio Darrot: “Administração marcada por feitos na Ação Social” | Foto: Iris Roberto

Prefeito Jânio Darrot: “Administração marcada por feitos na Ação Social” | Foto: Iris Roberto

Fábio PH 
Especial para o Jornal Opção

Definindo delegados e propostas para a etapa estadual, com o tema “Protagonismo e Em­poderamento da Pessoa Idosa”, foi realizada na quarta-feira, 5, em Trindade, a 4ª Con­ferência Mu­nicipal dos Direitos da Pessoa Idosa, que teve como objetivo promover a reflexão e a discussão sobre ações favoráveis nas transformações sociais pela garantia dos direitos do idoso.

De acordo com a secretária de Assistência Social e Atenção à Mulher, Gerúsia Paiva, é preciso priorizar políticas públicas e buscar caminhos que auxiliem nas demandas que são rotineiras, a exemplo do grande índice de abandono de idosos por familiares e a falta de espaços físicos adequados para o acolhimento e a prática de trabalhos que favoreçam a essas pessoas.

Em discurso, o prefeito Jânio Darrot (PSDB) lembrou algumas realizações de seu governo em setores importantes para a população, como os investimentos em educação e saúde, com a reforma do Hospital de Urgências em parceria com o Estado. “Nossa administração será marcada por grandes feitos na Ação Social, com a ampliação de todos os programas e pelo zelo com as pessoas, a exemplo do complexo habitacional, em que estamos hoje, o Vila Vida, que está muito bem-cuidado, totalmente renovado. Fora isso, acabamos de reformar a sede da As­sociação de Idosos na Região Leste e vamos ampliá-lo com a construção de um grande abrigo”, destacou.

O evento é uma parceria do Conselho Municipal, presidido por Alice Bueno Pereira, e da Secretaria Municipal de Assistência Social e Atenção à Mulher. Prestigiaram o evento, além do prefeito Jânio Darrot, a presidente do Conselho em Goiás, Eline Maranhão, entre outras autoridades.

A conferência foi aberta pela apresentação cultural do Grupo de Catira da Semas, coreografado por Mauro Negão.

Âmbito nacional

A realização da 4ª Conferência Na­cional dos Direitos da Pessoa Idosa configura-se como um grande desafio, uma vez que aplicar esforços e dirigir ações para assegurar o cumprimento das deliberações é a principal missão. O tema proposto – “Pro­tagonismo e Empoderamento da Pessoa Idosa: Por um Brasil de to­das as Idades” – tem por objetivo enfatizar a necessidade de colocar a temática do idoso no cenário político, visto que as pessoas idosas estão longe de incorporarem a “agenda política”.

Aponta-se o desafio de atender e executar as deliberações das conferências e as decisões dos conselhos, mesmo passando pelas dificuldades de articulações políticas, materiais e financeiras, até chegar ao momento do acompanhamento, monitoramento, e prestação de contas das ações das políticas públicas em execução.

Portanto, a Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa teve o objetivo de “propiciar a reflexão e a discussão sobre o protagonismo e o empoderamento e as consequências nas transformações sociais, como estratégia na garantia dos direitos da pessoa idosa”, que para ser atingido necessitará que os grupos avaliem e apontem indicativos a partir dos eixos:

1 – Gestão (Programas, projetos e ações);
2 – Financiamento;
3 – Participação.

Vale destacar, ante a previsão de realização da 12ª Conferência Nacional de Direitos Humanos, neste ano, que aponta como indicativo de tema o “Sistema Nacional de Direitos Humanos”, a importância de se incluir um novo eixo que contemple essa temática. No entendimento de que este tema norteará a necessária transversalidade entre os diferentes segmentos que realizarão suas Conferências Nacionais Temá­ticas: “Criança e Adolescente, Pes­soas com Deficiência e População LGBT”.

No entanto, aliado aos encaminhamentos e providências, ressalta-se que com o tema enfatizando o protagonismo, há que se levar em consideração o fato de que ser o personagem principal também inclui saber respeitar as diferenças, ser companheiro, solidário e compreensivo com seus semelhantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.