O Centro Judiciário de Conciliação (Cejuc) da Justiça Federal em Goiás lançou um mutirão com previsão de 41 audiências de conciliação. Com o tema “Conciliação: a um passo da solução”, a edição de 2023 da Semana Nacional de Conciliação pretende promover acordos em ações indenizatórias que envolvem a Caixa Econômica Federal (CEF) e seus clientes. A iniciativa deve abranger casos de danos morais e materiais.

Essas negociações vão ocorrer entre os dias 23 deste mês e 6 de novembro, com preferência por atendimentos remotos via Microsoft Teams. Todas as atividades serão supervisionadas pelo juiz federal e coordenador do Cejuc Goiás, Alysson Maia Fontenele.

A lista das audiências está disponível na página da Seccional, e os processos foram escolhidos conforme a possibilidade de acordos.

A abordagem de trabalho junto à equipe jurídica regional da Caixa, que atende os Estados de Goiás e Tocantins, foi elaborada com a aprovação do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). A expectativa de que as atividades possam resultar em acordos, soluções e maior eficiência na análise dos casos.

Conciliações judiciais

Realizado desde 2006 pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a ação é realizada pelos Tribunais Regionais Federais, os Tribunais de Justiça e do Trabalho, com o intuito de mediar conflitos, reduzir o tempo de tramitação e simplificar os processos.

Todavia, é relevante ressaltar que a conciliação está disponível durante todo o ano pela Justiça. Isso permite que as partes acessem os centros de conciliação a qualquer momento. A lista dos CEJUCs da Justiça Federal da 1ª Região está disponível no site do TRF1.

Leia também: Câmara de Goiânia aprova Refis 2023 em 2ª e última votação

Sem proposta para acordo, greve da educação segue por tempo indeterminado em Goiânia