“PSD pode lançar candidato a governador em Goiás em 2018”, afirma Heuler Cruvinel

Deputado federal sublinha que o PSD não está rompendo com a base aliada, mas está dizendo que é preciso levar sua força política em consideração

Heuler Cruvinel, Vilmar Rocha e Thiago Peixoto: o PSD tem o terceiro maior “time” política de Goiás

A cúpula do PSD reúne-se na segunda-feira, 6, em Goiânia, para discutir os rumos do partido em 2018. “Nós integramos o que chamam de base governista, cujo líder principal é o governador Marconi Perillo, do PSDB. Mas o PSD é um partido político, com líderes locais, como Vilmar Rocha e Thiago Peixoto, e líderes nacionais, como Gilberto Kassab. Frise-se que é um dos maiores partidos em Goiás, atrás apenas do PSDB e do PMDB. Então, como partido consolidado, o PSD pode, sim, lançar candidato a governador em Goiás em 2018. Além dos dois nomes citados, Vilmar Rocha e Thiago Peixoto, o partido tem lideranças municipais consistentes, expressivas. Estaríamos rompendo com a base? De maneira alguma. A gente poderia compor ou recompor no segundo turno, por exemplo. Ademais, por que a base não pode apoiar um candidato do PSD?”

Gilberto Kassab, Thiago Peixoto, Marconi Perillo e Vilmar Rocha: força local e nacional

O que o PSD realmente quer? Há quem diga que quer uma vaga para o secretário das Cidades e Meio Ambiente, Vilmar Rocha, na chapa majoritária, como candidato a senador, ou então para Thiago Peixoto, como postulante a vice de José Eliton, que será o candidato do PSDB a governador. “As coisas são mais complexas. Primeiro, todo partido forte tem direito de pleitear vagas na chapa majoritária — tanto com o candidato a governador quanto com um candidato a senador. Como se costuma dizer, time que não joga não tem torcida. O PSD não pode parecer omisso para seus eleitores e para seus integrantes. Segundo, no lugar de apenas definir uma candidatura agora, nós queremos ampliar o debate. Nós queremos discutir o Estado, dialogar com a sociedade e conversas com os líderes políticos de todas as regiões. O que se pretende é abrir o leque da política, abrindo espaço para as lideranças consolidadas e emergentes. Como tem alta densidade eleitoral, com dois deputados federais, eu e Thiago Peixoto, além de deputados estaduais, como Francisco Júnior e Lincoln Tejota, e vários prefeitos, inclusive de cidades grandes e de médio porte, o PSD tem de participar do jogo político, não pode se omitir.”

Inquirido sobre o possível candidato do PMDB a governador em 2018, Heuler Cruvinel diz que não dá para saber, ao menos neste momento. Mas sugere que, pela convivência em Brasília e pelas informações obtidas em jornais, “Daniel Vilela, dos pré-candidatos do partido, parece o mais empenhado. Há informações de que ele está trabalhando muito no interior. Ao final do processo, é provável que as pesquisas determinem o nome do candidato”. Em termos de bancada, em Brasília, “é o nome do PMDB que busca mais entendimento, que está mais próximo”. O deputado ressalta: “O risco do PMDB é apresentar um nome novo, mas com um projeto antigo. O eleitor não quer apenas um projeto de alternância política, de troca de nomes no poder; quer, sobretudo, a apresentação de um projeto alternativo que seja moderno e, ao mesmo tempo, racional”.

3 respostas para ““PSD pode lançar candidato a governador em Goiás em 2018”, afirma Heuler Cruvinel”

  1. Luciano Almeida disse:

    O PSD já provou, na disputa à prefeitura de Goiânia com o deputado Francisco Jünior, que há espaço para candidaturas consistentes, apoiadas em propostas que contemplem os anseios da população. As próximas eleições serão ainda mais propícias à renovação, como consequência do interesse do cidadão pela política visando o bem comum, do repúdio às velhas práticas personalistas, autoritárias e clientelistas que já comprometeram o futuro de milhões de brasileiros.

  2. Igor Luiz Pancoti candidato a governador de Goiás Emanuela di Machado de Mendonça vice governadora de Goiás

  3. Igor Luiz Pancoti Candidato a governador de Goiás Emanuela di Machado de Mendonça vice governadora de Goiás Maria Thereza Motta Jayme Fernandes Minha Esposa Do Igor Luiz Pancoti primera da dama

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.