Os luas vermelhas (agora não tão vermelhas) do PT contam que o ex-prefeito de Anápolis Antônio Gomide esperava obter pelo menos 30 mil em Anápolis. Porém, com todo o esforço de sua base e o apoio do prefeito João Gomes, do PT, conseguiu apenas 11 mil votos. A votação, claro, é expressiva — foi o mais votado —, mas não é consagradora como era de se esperar de um político que, além de ter sido prefeito por duas vezes, foi candidato a governador de Goiás.

Antônio Gomide não conseguiu, também, eleger João Gomes no primeiro turno. Um petista local contrapõe: o prefeito seria pesado e, só chegou à frente de Roberto do Orion — que a cidade já chama de prefeito —, graças ao apoio do ex-prefeito. Ele seria o candidato-mochila, quer dizer, teria sido carregado por Antônio Gomide, que estaria com problema de coluna.