Base admite que Lúcia Vânia é forte para o Senado, mas revela diálogo que é difícil

Foto: Leo Iran

Os números da senadora Lúcia Vânia, sinalizando que tem capital eleitoral cristalizado, assustaram aqueles que, de uma hora para outra, rejeitavam sua reeleição. A presidente do PSB e dirigente indireta do PPS — por intermédio do sobrinho, o deputado federal Marcos Abrão — está cacifada para a disputa de 7 de outubro.

Entretanto, a falta de diálogo afasta Lúcia Vânia dos deputados, tanto federais quanto estaduais, e das bases. A senadora, afirmam seus possíveis aliados, planeja ser candidata, mas não contribui com as campanhas dos integrantes da base. Para deputado federal, por exemplo, só apoia Marcos Abrão. “Há uma tendência oligárquica”, afirma um deputado federal.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.