Marconi recebe governadores para discutir setor sucroenergético

Marconi, ministro Afif (dir.) e governadores reunidos em Goiás

Marconi, ministro Afif (dir.) e governadores reunidos em Goiás

O governador Marconi Perillo (PSDB) recebeu na quinta-feira, 5, em Goiânia, o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Affif Do­mingos, para o lançamento do programa goiano Baixa Sim­plificada, dentro do Bem Mais Simples nacional — ambos projetos para desburocratizar e facilitar a abertura/fechamento de empresas.

Além do ministro, os governadores do Paraná, Beto Richa (PSDB), de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), e o do Mato Grosso, Pedro Taques (PDT), também participaram do evento. No entanto, a visita dos chefes de Estado não se restringiu apenas à solenidade.

Vieram, também, para discutir a atual situação do setor sucroenergético no país. Segun­do Marconi, a crise que o Brasil enfrenta faz com que as deliberações sobre o assunto sejam urgentes. O tucano goiano criticou a redução drástica das políticas de incentivo ao setor e que, como consequência, 60 empresas foram fechadas e 87 estão em recuperação judicial, num universo de 380 usinas no País.

Representante do maior produtor sucroalcooleiro do Brasil, Alckmin apresentou a meta dos presentes na reunião: aumentar para 30% a quantidade de etanol na gasolina, já que assim o combustível será “mais limpo, renovável e mais empregos serão gerados”.

Pedro Taques, do Mato Grosso, destacou a importância de o governo federal desenvolver programas que não permitam que o setor sofra com a sazonalidade, como acontece hoje.
A reunião resultou na assinatura de uma carta que será encaminhada à presidente Dilma Rousseff (PT), na qual eles explicitam as metas que querem alcançar e pedem uma audiência formal com a petista.

 

Aos 68 anos, morre o cantor José Rico

A terça-feira, 3, foi marcada “pela última viagem” de um grande cantor. Vítima de um infarto e complicações médicas, o cantor José Rico, da dupla Milionário e José Rico, faleceu no interior de São Paulo.

A notícia da morte foi divulgada na página oficial dos artistas no Facebook e confirmada pela assessoria da dupla. O cantor foi internado pela manhã, em Americana (SP), com problemas no coração, rins e joelho.

O sertanejo se fez famoso por seu jeito irreverente no palco e composições históricas, como “Estrada da Vida”. Filiado ao PMDB, José Rico foi candidato por Goiás à Câmara Federal nas últimas eleições, quando teve 26.086 votos. O cantor é natural de São José do Belmonte, no interior de Pernambuco.

 

Água mais cara em Goiás. E deve subir de novo

O reajuste de 27,5% na tarifa de energia em Goiás resultou em mais despesas para os goianos. Com o impacto do aumento na conta de luz, a tarifa de água e esgoto foi reajustada em 2,4%. Para o próximo semestre, um novo aumento está previsto. Dessa vez, ainda maior.

De acordo com a Saneago, a revisão tarifária ordinária, com previsão para o segundo semestre deste ano, irá levar em conta as despesas da empresa nos últimos quatro anos e as necessidades de investimentos a médio e a longo prazo.

Apesar de não haver previsão percentual para o novo reajuste, uma vez que a avaliação ficará a cargo da Agência Goiana de Regulação (AGR), a expectativa é que este seja bastante superior ao que começou a valer a partir de 1º de março.

 

Em alta, dólar chega na casa dos R$ 3 e vira piada

Parece que o ex-ministro Guido Mantega quebrou mesmo a cara. Contradizendo tudo que o governo federal e a presidente Dilma defenderam durante a campanha de 2014, o dólar norte-americano chegou bem próximo dos R$ 3 na semana passada. No entanto, em casas de câmbio era possível encontrar a moeda já a R$ 3,30.

Neste ano, a moeda norte-americana acumula alta de mais de 7,5% em relação ao real. O dólar também subiu em relação a outras moedas, como o euro, depois da divulgação de dados que mostram a recuperação da economia dos Estados Unidos.

O episódio, além de ter gerado duras críticas às políticas da presidente petista, também virou motivo de piada. A internet ficou abarrotada de memes sobre viagens para a Disney, compras diversas em sites chineses e até aquisição de jogos em plataformas de venda on-line.

 

Greve do MPU completa um mês e continua

Os servidores do Ministério Público da União (MPU) decidiram em assembleia geral extraordinária realizada na tarde da última quarta-feira, 4, pela continuidade da greve em Goiás.

Os servidores reivindicam a inclusão da dotação orçamentária para que os salários da categoria sejam corrigidos pela defasagem inflacionária ainda em 2015. Eles estão sem recomposição salarial há nove anos e a categoria enfrenta atualmente uma situação-limite, na qual mobiliza-se para defender seus direitos.

A paralisação nacional completou um mês e foi “comemorada” nas 140 unidades que aderiram ao movimento. Em Goiás, 70% da categoria aderiu à paralisação.

Devido à greve, o atendimento ao público foi reduzido das 13 às 18 horas. A situação também afeta o andamento das atividades do MPT no Estado.

 

Renan e Cunha entre os investigados na Operação Lava Jato

Cunha e Renan, agora no olho do furacão, acusam o governo federal | Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Cunha e Renan, agora no olho do furacão, acusam o governo federal | Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A Procuradoria-Geral da República (PGR) protocolou na noite de terça-feira, 3, no Supremo Tribunal Federal (STF), a lista com pedidos de abertura de inquérito a fim de investigar pessoas suspeitas de envolvimento no caso de corrupção da Petrobrás. Todos foram citados nos depoimentos da Operação Lava Jato. Constam, no total, 54 nomes de investigados, e 28 pedidos de abertura de inquérito. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) estão entre os envolvidos, citados na lista divulgada na sexta-feira, 7. Os delatores, o doleiro Alberto Yousseff e o ex-­diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa, também citaram parlamentares do PT, PP, PSDB e PSB.  Os dois homens mais poderosos do Congresso já negaram tudo e acusam o governo federal de tentar incriminá-los, com o objetivo de fragilizar e desmoralizar  o Parlamento.

 

Entre aspas

OAB-ENIL-FERNANDO-LEITEFalar em falta de transparência ou sugerir qualquer ilegalidade em contas chega a ser ofensivo

Presidente Enil Henrique defende gestão da OAB-GO em entrevista exclusiva
concedida ao Jornal Opção

 

Deixe um comentário