O mais recente caso de racismo envolvendo Vinícius Júnior, o Vini Jr, continua a ter desdobramentos na Espanha. O Comitê de Competição da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) anunciou a suspensão do cartão vermelho aplicado ao atacante brasileiro, que foi expulso durante o confronto contra o Valencia no último domingo, dia 21. Além disso, a entidade decidiu interditar a arquibancada onde ocorreu a agressão ao jogador.

Com a suspensão da punição, Vinícius está liberado para participar do jogo contra o Rayo Vallecano, que acontecerá nesta quarta-feira, dia 24, pela 36ª rodada do Campeonato Espanhol.

O Comitê também aplicou uma multa de 45 mil euros (equivalente a R$ 241 mil) ao Valencia. O clube tem um prazo de 10 dias para recorrer da decisão. Essa é a primeira vez que uma sanção desse tipo é aplicada a um clube após nove denúncias de racismo envolvendo Vinícius.

Ao tomar sua decisão, o Comitê levou em consideração as ofensas proferidas contra o jogador brasileiro, o momento em que ele identificou os autores dos insultos racistas e os xingamentos direcionados a ele, que atua pelo Real Madrid.