Voto impresso: após derrota, Lira espera “bom senso” de Bolsonaro

Arthur Lira, presidente da Câmara, em entrevista coletiva após votação da PEC do voto impresso – Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Apesar dos 229 votos favoráveis à PEC do voto impresso, a derrota da bandeira bolsonarista no plenário da Câmara dos Deputados, na noite de ontem (10), vai servir para que aliados moderados do presidente Bolsonaro exija dele sensatez.

Em entrevista à GloboNews após a votação, o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), disse esperar que Bolsonaro tenha “bom senso” e respeite a decisão do parlamento.

Lira reforçou que é preciso “baixar a temperatura” e retomar a normalidade nos debates. “Nós trabalhamos para dar um ponto final nessa situação. O esticar das cordas, no meu entender, passou de todos os limites. Temos que trazer para a normalidade”, disse.

Nas últimas semanas, Bolsonaro e seu seguidores aumentaram a ofensiva contra o sistema eleitoral brasileiro, acusando, sem provas, que as urnas eletrônicas são suscetíveis à fraudes.

O comportamento do presidente provocou uma série de reações do Tribunal Superior Eleitoral e do Supremo Tribunal Federal. O TSE chegou a encaminhar queixa-crime contra Bolsonaro e o Supremo incluiu seu nome no inquérito das Fake News.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.