Vanderlan diz que legado do ex-prefeito é “inestimável”

Senador enfrentou Iris Rezende em três ocasiões – para o governo em 2010 e 2014 e para a Prefeitura de Goiânia em 2016

Em seu discurso na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), o pessedista fez um pronunciamento em que disse ter recebido a notícia da morte de Iris com muita tristeza e que o Estado ainda não se recuperou da morte da ex-cantora Marília Mendonça, morta na última sexta-feira, 5, após cair de avião em Caratinga-MG.

“Iris deixa um legado político inestimável a toda população goiana e brasileira. Nos seus 60 anos de vida pública, construiu grandes marcas em obras e serviços que estão registradas na história de Goiás e do Brasil. Sempre foi um homem público dedicado à boa gestão, à boa prática política e o resultado foi uma folha de serviços inalcançável”, discursou Vanderlan Cardoso.

O senador também relembrou as três vezes em que disputou eleição com Iris, quando foi derrotado em segundo turno em 2016 nas eleições para a Prefeitura e nas outras duas eleições para o Governo Estadual, quando foi derrotado ainda no primeiro turno, mas teve a oportunidade de andar com Iris no segundo turno de 2010.

“Iris Rezende sempre fez parte de nossas vidas, mas quem teve o privilégio de conhecê-lo de perto o admirava ainda mais. Disputei com ele a eleição de 2010 e depois o apoiei no 2° turno. Nos aproximamos muito e aprendi com ele, um homem que respirava política 24 horas. Enfrentei Iris nas urnas em 2014 e 2016 e meu respeito e admiração só aumentaram em cada disputa. Sempre vi nele uma inspiração para a política do bem”, afirmou o pessedista.

“Deus console os corações de Dona Iris, das filhas Ana Paula, Adriana, do filho Cristiano, do genro Frederico, de seus netos e de milhões de goianos que choram sua perda”, finalizou o senador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.