União cede terreno de 49 mil metros quadrados ao Museu Nacional

Laboratórios de pesquisa e centro de visitação para estudantes vão funcionar no local. Área será dividida com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

Primeiro, serão montados laboratórios e departamentos administrativos de paleontologia, geologia, entomologia, ciências biológicas e sociais – Foto: Arquivo/Museu Nacional

O Museu Nacional, atingido por um incêndio em 2 de setembro, terá um novo espaço para laboratórios de pesquisa e centro de visitação para estudantes. O Ministério do Planejamento, por meio da Secretaria do Patrimônio da União, vai ceder uma área de 49,3 mil metros quadrados em São Cristóvão (RJ) para as atividades da instituição.

De acordo com o ministério, o terreno será dividido com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), que contará com 10 mil metros quadrados do total. “A área já está liberada e será iniciado o processo para a cessão de uso do imóvel pela Superintendência do Patrimônio da União no Rio de Janeiro”, informou a pasta, em nota divulgada na quarta-feira (18).

Os contêineres foram orçados em R$ 2,2 milhões, valor que será pago com recursos do Fundo de Penas Pecuniárias do TJRJ. Primeiro, serão montados os laboratórios e departamentos administrativos para que os funcionários retomem atividades nas áreas de paleontologia, geologia, entomologia, ciências biológicas e sociais.

“Em seguida, será construído o centro de visitação destinado a estudantes do Rio de Janeiro. Anualmente, o museu recebe 20 mil alunos de 600 escolas”, informou o ministério.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.