UFG divulga nota de pesar por morte de estudante a favor de ocupações

Guilherme da Silva Neto foi assassinado pelo pai que era contra o envolvimento do filho nas manifestações contra a PEC 241/55

A Universidade Federal de Goiás (UFG) divulgou na noite da última terça-feira (16/11) uma nota de condolência pelo falecimento do estudante estudante do curso de Matemática, Guilherme da Silva Neto. “A Universidade Federal de Goiás (UFG) lamenta o falecimento do jovem Guilherme Silva Neto, estudante de Matemática da Regional Goiânia, e presta condolências e solidariedade a seus familiares e amigos”, diz a publicação.

O estudante participava do movimento de ocupações que há semanas toma conta de várias unidades da instituição em Goiânia e no interior do estado, em protesto contra a PEC 241/55 do teto de gastos públicos que tramita no Congresso Nacional.

Guilherme foi morto a tiros pelo próprio pai na tarde da última terça-feira (15/11), após desentendimento sobre o envolvimento do jovem no movimento estudantil. O pai de Guilherme, o engenheiro Alexandre José da Silva Neto, não aceitava que seu filho, estivesse envolvido com movimentos sociais e de ocupação de escolas na capital.

O conflito de ideias teria provocado a discussão que resultou na tragédia. Depois de ter alvejado o jovem com quatro tiros, o idoso atirou contra a própria cabeça. Guilherme morreu na hora. O autor dos disparos chegou a ser socorrido pelo Samu, mas faleceu no fim da tarde de terça.

Esta quinta-feira (16/11) é o prazo final dado pela Justiça para reintegração de posse dos prédios ainda ocupados. Em comunicado, a reitoria fez um apelo por uma desocupação pacífica afirmando que as ocupações “têm provocado acirramento de posições antagônicas dentro da própria comunidade universitária”.

Deixe um comentário