Trindade implanta HCamp e reforça atendimento a pacientes da Covid

Unidade ampliará o número de leitos para 84 exclusivos para o tratamento de pacientes da doença causada pelo coronavírus

O estudo elaborado pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e que serviu de base para o decreto do governo estadual, que adotou o modelo 14×14, projeta pico de contaminações por Covid-19 para a próxima semana, que poderá gerar colapso nos sistemas de saúde. É justamente neste período que começa a funcionar o Hospital de Campanha da região leste de Trindade.

Projetado para servir como reforço da saúde do trindadense, a unidade ampliará o número de leitos para 84 exclusivos para o tratamento de pacientes da doença causada pelo coronavírus. O Hospital de Campanha se soma ao Hospital São Camilo (inaugurado logo no início da pandemia), a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e ao Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin) no combate à Covid na cidade.

O funcionamento — que está marcado para ter início na segunda-feira, 13, para o ambulatório e para os próximos 10 dias as internações — irá possibilitar que o trindadense tenha acesso a medicamentos, raios X, testes rápidos, proteína C reativa (PCR), eletrocardiograma e outros exames laboratoriais para apoiar diagnóstico do médico.

Para isso, a prefeitura transformou o Centro de Saúde Cristina, que até a chegada da pandemia funcionava como centro de reabilitação, em local preparado para receber pacientes acometidos com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

A unidade será divida em ambulatório sentinela e centro de internação propriamente dito. Serão 20 novos leitos em enfermarias e espaços individuais tipo isolamento, com suporte de oxigênio e também dois respiradores. Para receber os possíveis novos pacientes, a prefeitura escalou equipes de 12 profissionais que atuarão a cada turno.

Protocolo

Além do reforço hospitalar, os atendimento médico adotou um protocolo de tratamento que coloca à disposição (mediante prescrição médica) os medicamentos para tratamento precoce da doença.

Ele explica que a cidade, pela conurbação que tem com Goiânia, sente os efeitos no número de casos. Sobretudo devido às aglomerações provocadas pelo transporte público. Por isso, Trindade reforçou seu sistema de saúde.

De acordo com boletim epidemiológico divulgado na última quinta-feira, 9, havia 359 casos confirmados e 22 óbitos causados pela Covid-19 em Trindade. Noventa e dois pacientes estão com a doença ativa, das quais 76 em isolamento domiciliar e 16 em internação — 245 são considerados recuperados.

“Quando deu o surto na China. O prefeito Jânio Darrot (PSDB) se antecipou e preparou a cidade, comprando Equipamentos de Proteção Individual, álcool gel, máscaras e buscou deixar o sistema de saúde o mais forte possível. Com tamanho que a cidade possui, nossa estrutura é uma das melhores”, aponta o secretário.

Para funcionamento, o Hospital de Campanha da região leste terá recursos na ordem de R$ 600 mil mensais.

Uma resposta para “Trindade implanta HCamp e reforça atendimento a pacientes da Covid”

  1. Janice França disse:

    O melhor prefeito do Brasil.Acompanho sua trajetória como administrador público. Quero parabeniza lo.É um gestor público do bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.