Tribunal de Contas de Goiás é escolhido para criar mapas de indicadores da 1ª infância no país

Estudo vai considerar dados de gestantes e crianças de zero a seis anos dos 5.570 municípios brasileiros 

O Tribunal de Contas de Goiás (TCE-GO) irá elaborar gráficos e mapas para demonstrar indicadores da primeira infância dos 5.570 municípios brasileiros. A corte goiana foi escolhida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nesta quarta-feira, 23. A opção pelo órgão goiano foi sugerida pelo conselheiro do CNJ Richard Kim, que preside o Fórum Nacional da Infância e da Juventude.

A indicação de Kim se deu depois de uma apresentação feita pelo conselheiro Edson Ferrari, presidente do TCE-GO e do Comitê Nacional de Avaliação do Pacto pela Primeira Infância. Na ocasião, ele explicou acerca do quadro preocupante vivido no Brasil por considerável parcela das gestantes brasileiras e filhos de zero a seis anos de idade. “A pandemia ampliou a legião de pessoas ou famílias inteiras implorando diariamente por comida ou qualquer tipo de ajuda à beira das rodovias, em semáforos ou vagando pelas ruas”, alertou Ferrari, citando dados do Ministério da Saúde, como baixos índices de cobertura vacinal e desnutrição.

Kim afirmou que ficou impressionado com o material pesquisado por Ferrari, contendo indicadores de alguns Estados sobre deficiências no pré-natal, número absurdo de partos cesarianos no Brasil e de crianças com baixo peso ao nascer. Ferrari deverá expor novamente os estudos realizados pelo TCE-GO no Pacto Nacional pela Primeira Infância. Dessa vez, em evento promovido pelo CNJ, que acontecerá em Brasília entre os dias 28 e 29 de abril.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.