Três dos quatro ouros para o Brasil foram conquistados por mulheres nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

No quinto dia de competições, o Brasil soma até o momento 30 medalhas, com 10 ouros, cinco pratas e 15 bronzes

Mariana D’Andrea, Carol Santiago e Alana Maldonado | Foto: montagem

Das sete medalhas conquistadas pelo Brasil nas competições deste domingo, 29, nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, quatro foram de ouro, e, três delas, vieram no feminino.

Mariana D’Andrea, no halterofilismo, Carol Santiago, nos 50m livre da natação (S13) e Alana Maldonado, no judô (categoria até 70kg) levaram o Brasil ao lugar mais alto do pódio. O outro representante brasileiro que ganhou a medalha dourada no dia foi o nadador Gabriel Geraldo, que venceu os 200m livre da classe S2.

As outras três medalhas do dia para o Brasil foram de bronze. Uma no judô, com Meg Emmerich (categoria acima dos 70 kg), uma no remo, com Renê Pereira, no barco single skiff masculino PR1, e outra novamente na natação, com Beatriz Carneiro nos 100m peito pela classe SB14.

Somatória de medalhas

No quinto dia de competições, o Brasil soma até o momento 30 medalhas, com 10 ouros, cinco pratas e 15 bronzes. Está na sexta colocação no quadro de medalhas geral, que é liderado pela China com 43 ouros e 101 medalhas, com a Grã-Bretanha em seguida, com 59 medalhas, sendo 23 de ouro, e os Estados Unidos, em terceiro lugar, com 15 medalhas de ouro e um total de 40 medalhas.

E o Brasil segue em busca de sua 100ª medalha de ouro em Jogos Paralímpicos. Com as conquistas do quinto dia de competições em Tóquio, o país segue com 97, faltando três para a marca. Ainda são 117 de prata e 117 de bronze. Vale ressaltar que o país está entre as 20 nações que mais medalharam em toda a história do megaevento paradesportivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.