Temporal com ventos de 60km/h causam estragos em Porangatu

De acordo com o Corpo de Bombeiros da cidade, com os ventos mais de 50 árvores e duas torres de comunicação caíram e duas pessoas ficaram feridas

Rodoviária de Porangatu fica interditada | Foto: reprodução

Um temporal causou estragos e deixou moradores sem energia elétrica em Porangatu, Norte de Goiás. A chuva forte teve início às 19h de sexta-feira (8). O Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas de Goiás (Cimehgo) estima que as tempestade chegou  entre 10 a 16mm com rajadas de vento de 60 km/h.

De acordo com o Corpo de Bombeiros da cidade, com os ventos mais de 50 árvores e duas torres de comunicação caíram e deixaram outros estragos. Além disso, duas pessoas ficaram feridas.

O tenente do Corpo de Bombeiros de Porangatu, Jefferson Rodrigues pede para que a população abandone residências que possuem risco de desabamento ou que ficaram com fiações elétricas expostas após a tempestade. “A população deve procurar abrigo em casa de parentes ou na Escola Municipal Jesuino Gonçalves, que foi disponibilizada pela Prefeitura”, disse.

O Centro de Informações Meteorológicas de Goiás (Cimehgo), prevê para o final de semana e também para o feriado, a possibilidade de tempestades localizadas para todo o Estado. “Podemos ter ocorrência e formação dessas nuvens de tempestades. Alguns locais terão chuvas mais leves e em outros mais fortes”, destaca o gerente do Cimehgo, André Amorim.

“Essa formação de tempestades é clássica e normal para esse período de transição de período seco para o chuvoso”, completou.

Prejuízos são contabilizados

Segundo a Prefeitura de Porangatu, a rodoviária da cidade sofreu sérios danos e está interditada. O embarque e desembarque de passageiros ocorre no Posto Presidente. Além disso, as equipes trabalharam toda a madrugada na retirada de árvores caídas nas vias públicas e acolhimento a eventuais desabrigados. Prejuízos serão contabilizados pela administração pública do município.

Ainda na sexta-feira (8), a prefeita Vanuza Primo de Araújo Valadares decretou situação de emergência no município “em virtude do desastre classificado codificado como tempestade local/convectiva – vendaval”.

Veja a íntegra:

A respeito dos danos causados pela intensa chuva e forte ventania que atingiram Porangatu na noite desta sexta-feira, 08, a Prefeitura de Porangatu informa que:

As equipes trabalharam toda a madrugada na retirada de árvores caídas nas vias públicas e acolhimento a eventuais desabrigados.

Antes das 6 horas da manhã, 90% das vias já estava desobstruídas e as equipes continuam o trabalho de limpeza.

A rodoviária da cidade sofreu sérios danos e está interditada. O embarque e desembarque de passageiros ocorre no Posto Presidente.

Finalizada essa etapa emergencial, a prefeitura fará o levantamento dos danos e prejuízos de todo o edifício e iniciará os reparos necessários no terminal de embarque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.