“Temos uma oportunidade histórica de aprimorar relações comerciais bilaterais”, diz Marconi

Governador se reuniu com o ministro de Agroindústria da Argentina, Ricardo Buryaile, para tratar do fortalecimento da relação comercial bilateral e do agronegócio

Comitiva durante reunião no ministério | Foto: divulgação

“Nosso estado está no Centro do Brasil, e o que temos aqui hoje é uma oportunidade histórica de aprimorar e melhorar nossas relações comerciais bilaterais”, afirmou o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), durante reunião na tarde de hoje com o ministro de Agroindústria da Argentina, Ricardo Buryaile, na sede do ministério.

Acompanhado pela comitiva de integrantes do governo estadual e empresários, Marconi cumpriu o segundo dia de agenda na Argentina, segunda etapa da Missão ao Cone Sul. O ministro informou a ele que virá ao Brasil no dia 21, e que já pretende visitar Goiás.

O tucano falou ao ministro sobre o interesse do governo de Goiás na ampliação e no fortalecimento das relações comerciais, ressaltando a diversificação da economia goiana, e o peso da produção agrícola do Estado.

“Temos uma economia bastante diversificada. Produzimos e exportamos matérias-primas, mas também processamos essas matérias-primas e produzimos industrialmente outros produtos, entre eles automóveis. Hoje temos uma fábrica especializada na produção de colheitadeiras para cana de açúcar, exportada para o mundo todo”, exemplificou.

Na reunião com o ministro, também estavam presentes empresários argentinos. “Penso que a gente pode vender mais para a Argentina e comprar mais da Argentina. Eu sou um admirador desse País, e acredito que podemos ter muitas complementaridades. Goiás tem muito interesse em ampliar as relações com a Argentina”, reiterou Marconi, que também destacou a força econômica da região Brasil Central, o que os levou à discussão sobre a realização de uma rodada de negócios entre Goiás, Brasil Central e Argentina.

“Nosso foco sempre foi o agronegócio. Eu também presido o consórcio do Fórum dos Governadores do Brasil Central. Somos sete governadores de estados responsáveis por mais de 50% da produção agrícola e pecuária do País. Estados que ajudam o Brasil a sair da crise. São os estados que mais exportam, que mais geram superávit exportador, que mais produzem alimentos, que mais geram empregos, e também estão melhores no PIB”, informou. Eles também debateram interesses no mercado de grãos, peles, etanol e leite.

O ministro Ricardo Buryaile disse que era um orgulho receber o governador de Goiás e sua comitiva de empresários. “Agradecemos muito por essa visita, porque enxergamos que a vocação que temos é de nos integrarmos. Isso é comércio e relação bilateral. O crescimento do nosso povo é a missão que temos e que precisamos proporcionar. A relação do Brasil com a Argentina é excelente e histórica, e pode melhorar mais”, afirmou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.