Expectativa é que café da manhã no Palácio do Planalto seja lido o relatório final do projeto, que ainda não foi apreciado na comissão

O presidente Michel Temer (PMDB) se reunirá com os líderes da base aliada em um café da manhã no Palácio do Planalto na manhã desta terça-feira (18/4). A pauta oficial ainda não foi divulgada, mas as expectativas são de que ele irá apresentar oficialmente a proposta de reforma da Previdência já com mudanças solicitadas por segmentos interessados.

[relacionadas artigos=”91292″]

Assim, devem ser antecipadas aos parlamentares quais das demandas serão de fato aceitas pelo governo. A apresentação oficial do relator Arthur Maia (PPS-BA) será feita também na terça-feira, então a tese é de que dar acesso ao teor da reforma antes da sua leitura na Comissão especial seja uma forma de prestigiar os deputados e conseguir apoio para a votação.

Isto porque, mesmo com mudanças, a proposta ainda é polêmica e pode enfrentar resistência no plenário, principalmente porque os deputados temem resultados eleitorais negativos ao se posicionarem favoráveis à proposta. Pontos como a idade mínima de 65 anos sem distinção entre homens e mulheres, e 49 anos de contribuição para ter benefício integral.

Pelo menos cinco pontos muito mencionados em emendas ao texto devem ser alterados: Regra de transição para quem está na ativa; aposentadoria do trabalhador rural; aposentadoria especial para professores e policiais; pensão por morte; e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a deficientes físicos e idosos sem condições de sustento.

Apesar da relutância dos deputados, no entanto, o governo está otimista quanto à aprovação do texto de Maia. Na avaliação da equipe de Temer, os votos favoráveis aumentaram depois que foram apresentadas algumas modificações.