Temer decreta luto de 3 dias pela morte de brasileiros na Colômbia

Acidente aéreo matou mais de 70 pessoas, entre a tripulação e jogadores, equipe técnica e jornalistas que acompanhavam a equipe da Chapecoense

O presidente Michel Temer (PMDB) decretou nesta terça-feira (29/11) luto oficial de três dias pelo acidente envolvendo a equipe da Chapecoense, de Santa Catarina. Ele também determinou que a Aeronáutica disponibilize aeronaves para as famílias e para translado das vítimas.

O avião que levava os jogadores, dirigentes esportivos e jornalistas caiu no município de La Ceja, nas proximidades de Medellín, na Colômbia, na madrugada desta terça-feira (29).

Oitenta e uma pessoas estavam a bordo; 76 morreram, segundo as autoridades colombianas. A equipe viajava para Medellín, onde disputaria a primeira final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, na quarta-feira (30) à noite. O segundo jogo seria em Curitiba.

Temer manifestou solidariedade às famílias das vítimas e determinou ao Itamaraty que faça contato com governo colombiano e com a prefeitura de Medellín.

“Nesta hora triste que a tragédia se abate sobre dezenas de famílias brasileiras, expresso minha solidariedade. Estamos colocando todos os meios para auxiliar familiares e dar toda a assistência possível. A Aeronáutica e o Itamaraty já foram acionados. O governo fará todo o possível para aliviar a dor dos amigos e familiares do esporte e do jornalismo nacional”, disse Temer em seu Twitter.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.