TCE-GO identifica irregularidade em faturas de fornecedores da Secretaria de Saúde

Com a atuação, o Tribunal deve recuperar R$ 14,3 milhões aos cofres públicos

Francisco Costa

O Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO) deve recuperar, aos cofres públicos, R$ 14,3 milhões, por meio de atuação sobre a venda de medicamentos à Secretaria de Estado da Saúde. Destaca-se que este valor diz respeito a 13 decisões condenatórias adotadas pelo TCE nos últimos anos. Isto, porque teriam ocorrido fraudes recorrentes por parte de grandes empresas fornecedoras de remédios à pasta, com intuito (em sua maioria) de atender às necessidades da Central de Medicamentos de Alto Custo Juarez Barbosa.

Segundo o tribunal, houve irregularidade na cobrança e recebimento das faturas pelos fornecedores, uma vez que foi incluído, apesar de não haver incidência tributária nessa situação, o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) – o Estado não tem porque cobrar o imposto de si mesmo. Ressalta-se que a chamada desoneração do ICMS está regulamentada nos Convênios 26/2003 e 87/2002, do Conselho Nacional dos Secretários de Fazenda (Confaz).

Também foi explicitado o descumprimento das normas contidas nos editais de pregão, que reforçam o desconto do ICMS nos preços, bem como afronta à lei geral de licitações. Segundo o TCE-GO, a maior parte dos processos envolve as empresas Hospfar Indústria e Comércio de Produtos Hospitalares Ltda, Medcomerce Comercial de Medicamentos e Produtos Hospitalares Ltda e, em segundo lugar, a Milênio Distribuidora de Produtos Farmacêuticos e Hospitalares Ltda. O Laboratório Ferring Ltda também é citado em um dos casos.

Condenações

Os envolvidos foram condenados por infração às normas legais, ato de gestão ilegal, ilegítimo ou antieconômico e dano ao erário. Na prática, isso significa que os mesmos terão de ressarcir os cofres públicos com correção proporcional. Além disso, foi determinado pelo TCE-GO que os responsáveis recolham os débitos no prazo de 15 dias. Vale frisar que ainda cabe recurso.

Secretaria de Saúde

Solicitamos a secretaria estadual de Saúde que comentasse a condenação das fornecedoras, mas até o momento ainda não obtivemos retorno. O espaço permanece aberto e matéria poderá ser atualizada a qualquer momento.

[Atualização] A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás esclareceu ao Opção, por meio de nota, que esta gestão, pautada sempre na transparência e exigência do cumprimento das normas legais, seguirá as orientações do TCE para evitar futuras fraudes como esta. “A observância da legalidade dos atos administrativos vale para todas as áreas desta secretaria”, reforçou.

(Com informações do TCE-GO)

11 respostas para “TCE-GO identifica irregularidade em faturas de fornecedores da Secretaria de Saúde”

  1. Avatar Abel vecci disse:

    O senhor tem q exonerar os comissionados

  2. Avatar Abel vecci disse:

    O senhor esta fazendo vistas grossas , exigimos a demissão de TODOS

  3. Avatar Rose disse:

    Velha política! tem muitos comissionados e efetivos desviados de função que estavam na gestão marcone E Zé que continuam mamando Grosso nós mesmos cargos da saúde com Caiado.

  4. Avatar Abel vecci disse:

    E a exoneração dos comissionados desse órgão como fica.?Salários altíssimos, tem q tira los e fazer concurso, ou essa pratica ai de apadrinhamento é conivente com o senhor?

  5. Avatar Abel vecci disse:

    É um absurdo. Nos não apoiamos essa ação e o senhor?

  6. Avatar Marina Xavier Dias disse:

    O senhor está identificando irregularidades: sugiro a começar pelo o órgão q o senhor esta gerindo e ver as tremendas irregularidades dos comissionados: ociosos, salários altíssimos, desvio de função, sem nenhum compromisso com o orgao na maioria nem curso superior possuem e fofoqueiros e zombam de vcs, pois TODOS são da gestao anterior.Essa politica esta velha, sem norte, sem escrúpulo. Portanto inicie por ai os acertos, se é que são de interesses seus: da sociedade é de extrema necessidade. Tem q por fim ao cabide de emprego. Ta insustentável essa situação ai.

  7. Avatar Marina Xavier Dias disse:

    O que foi exonerado ai, foi reconduzido imediatamente: Gilson Borges q é seu amigo

  8. Avatar Marina Xavier Dias disse:

    Seja justo: ou exonera TODOS ai do seu órgão Tce, ou continua conivente com os desacertos

  9. Avatar Maxwelll Tristao disse:

    Demitir e reconduzir com salários ainda maior e extremamente mal gosto. No Tce ta havendo mazelas por parte dos comissionados e os superiores parece não ver isso, mas pq?tds são apadrinhados, tem costas quentes, tem políticos por trás. Tem q acabar com essa cultura.

  10. Avatar Maxwelll Tristao disse:

    Pedimos a exoneração de TODOS os comissionados do TCE.

  11. Avatar Maxwelll Tristao disse:

    Muitas mordomias, pra pouca eficiência. Essa é a realidade dos comissionados do Tce. Muito alto os salários e nenhuma responsabilidade. Acorda governador, acorda Tce

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.