“Significa cidadania e dignidade no aprendizado”, diz vereadora sobre inclusão de Libras nas escolas de Goiânia

Projeto de autoria da vereadora Dr. Cristina foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça, na última quarta-feira (21/11)

Vereadora Cristina Lopes Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Ao comemorar a aprovação de Lei que propõe a inclusão do ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) nas escolas da rede pública, em Goiânia, a vereadora Dr. Crisitina Lopes (PSDB) disse que será uma experiência fantástica de inclusão e com baixíssimo custo de investimento.

“Isso significa cidadania e dignidade no aprendizado e o município de Goiânia tem condições suficientes de implantar a disciplina de Libras nas escolas. Eu, como presidente da Comissão da Pessoa com Deficiência, defendo essa pauta da inclusão e de que sejam disponibilizados instrumentos para que essas crianças possam realmente integrar o aprendizado”, disse a parlamentar.

Pela proposta da vereadora, a Libras deverá ser oferecida como disciplina curricular obrigatória, desde a Educação Infantil até o Ensino Fundamental. Dra. Cristina destaca que o objetivo é promover a inclusão social por meio de uma ferramenta que possibilita a comunicação e o aprendizado.

“Seria um instrumento a mais, não só no ambiente no escolar, porque essa criança pode ter uma profissão, no futuro, em que a linguagem de libras possa der muito útil”, afirmou.

A vereadora ao justificar sua iniciativa, cita a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (LDB, número 9394/1996): segundo as normas em vigor, os sistemas de ensino devem garantir, principalmente, professores especializados ou devidamente capacitados que possam atuar com qualquer pessoa especial na sala de aula.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.