Servidores da Petrobras decidem entrar em greve

Movimento da Federação Única dos Petroleiros (FUP) se inicia no domingo e segue por tempo indeterminado. Motivação é o novo plano de negócios da estatal

| Foto: Divulgação

Empresa se comprometeu a apresentar proposta para o acordo coletivo de trabalho deste ano no próximo dia 10 | Foto: Divulgação

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) inicia, neste domingo (6/9), greve por tempo indeterminado. Segundo a FUP, a paralisação deve atingir todas as unidades administrativas e operacionais da Petrobras, assim como as instalações da Transpetro, subsidiária da estatal. Nesta sexta-feira (4), a FUP e representantes sindicais reúnem-se para discutir a organização e a construção da greve.

De acordo com a FUP, o comunicado de greve já foi protocolado na sede da Petrobras. A decisão foi aprovada pela federação e seus sindicatos em assembleias realizadas entre os dias 7 e 23 de julho, período que antecedeu a paralisação de advertência de 24 horas, no dia 24 de julho, em todo o sistema Petrobras.

Na quinta-feira (3), diretores da empresa e representantes da FUP reuniram-se pela primeira vez para discutir a pauta de reivindicações enviada pela federação à estatal há cerca de dois meses. A reunião terminou sem acordo e a decisão pela greve foi mantida.

Segundo a federação, a greve foi motivada pelo novo plano de negócios da Petrobras. “O novo plano prevê a venda de US$ 57,7 bilhões em ativos, além de cortes de US$ 76 bilhões em investimentos e despesas, ou seja, representa um verdadeiro desmonte da empresa, cujos impactos já estão ocorrendo em várias unidades do país, com milhares de demissões de trabalhadores terceirizados e cortes em despesas, que colocam em risco conquistas históricas da categoria”, afirma, em nota, a FUP.

A Federação dos Petroleiros manifesta-se também contra o Projeto de Lei 131, que pode ser votado a qualquer momento pela Câmara dos Deputados. O projeto retira da Petrobras a função de operadora única do pré-sal e acaba com a sua participação mínima em 30% dos campos exploratórios.

A assessoria da Petrobras confirmou a reunião de ontem com representantes da FUP e divulgou nota dizendo que a empresa se comprometeu a apresentar proposta para o acordo coletivo de trabalho deste ano no próximo dia 10. A nota destaca ainda que a Petrobras reafirma “seu compromisso de diálogo aberto com as entidades sindicais”.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.